A lição dos três porquinhos

Os 3 porquinhosOs três porquinhos. Um muito inteligente, outro nem tanto, porém trabalhador, e o terceiro, preguiçoso e imprevidente. Mas por que eles têm “personalidades” diversas, e até mesmo opostas? Pois não eram três irmãos, nascidos e crescidos na mesma família? Não é de se admirar. Entre os humanos, também acontece de uma família ter um filho mais inteligente, outro que não é nada brilhante, mas que pode ser útil ao pai ou à mãe, e ainda outro que pode ser o problemático, difícil. E não são três irmãos, da mesma família, apenas com idades diferentes? Os pais não compreendem por que aquele filho, o qual educaram para o bem, como aos demais, saiu-lhes ao contrário dos outros, tornando-se a “ovelha negra” da família. É sempre bom lembrar que nos tornamos aquilo que nossos pais projetaram para nós. “Estou sempre a tentar que ele faça amigos, mas ele é tão voltado para si mesmo… Não é verdade, meu filho?” Precisamos saber apreciar o fato de que cada ser humano tem sua própria individualidade e requer formas diferenciadas de atenção. Tratar desiguais de forma igual nada mais é que injustiça.

2 Responses so far.

  1. phentermine disse:

    phentermine

    timbered?Jew?Bolton excluded:assonant Ising?phentermine http://phenterminehclhere.blogspot.com/

  2. gisele disse:

    maravilhoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooosooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooparabennnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnns


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado