Morte e meio ambienteDados do Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA), divulgados na capital do Quênia, revelam que um quarto das mortes ou casos de invalidez por doenças infecciosas registrados no mundo estão relacionados à degradação ambiental. Todos os anos, doenças infecciosas matam 15 milhões de pessoas e são consideradas a principal causa de mortalidade no mundo. Segundo a agência Efe, o documento apresenta diversas relações – como a do desmatamento com a febre amarela e a do crescimento urbano não planificado com a tuberculose e a peste bubônica. Outro fato preocupante apresentado no relatório é o ressurgimento de doenças que tinham praticamente desaparecido, e o aumento delas devido às mudanças na natureza causadas pelo homem. No caso da malária, por exemplo, foi constatado que o desmatamento e a construção de estradas criaram um ambiente propício para a proliferação dos mosquitos transmissores da doença, que mata, por dia, 3.000 crianças africanas. Hiremagaur Gopalan, cientista do programa, afirmou que uma grande percentagem das doenças pode ser prevenida se o meio-ambiente for adequadamente administrado.

One Response so far.

  1. phentermine disse:

    phentermine

    styler.blackness platoon quarreling chilled benignly tuber.languages joyousness phentermine http://phenterminehclhere.blogspot.com/


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado