Lei para definir terrorismo

Lei antiterrorEm pauta, lei antiterror abrange movimento social e crime organizado. A minuta do projeto de lei que define o crime de terrorismo no país e está em discussão no governo abrange práticas hoje adotadas pela parcela mais radical dos movimentos sociais. A minuta sob análise do governo define como ato de terrorismo “aquele com motivação política ou religiosa, que emprega ou ameaça empregar força ou violência física, psicológica ou cibernética, para infundir terror, intimidando ou coagindo as instituições nacionais, as autoridades públicas, a população ou segmento da sociedade”. Agindo assim, o governo passa a adotar medidas de combate ao terrorismo, seguindo a orientação mundial da Organização das Nações Unidas. O terrorismo é um crime comum que fez vários mestrados e doutorados. E, como todo crime, é insano. O terror não entende palavras como justiça, liberdade, direito, humanidade, paz, tolerância. Seu vocabulário se restringe a palavras como fanatismo, violência, massacre e ódio. Além de tudo isso, o terrorismo semeia largamente o sentimento de desespero humano, de que não há outra forma de se combater as injustiças senão por meio da violência. A luta de governos e sociedades contra o terrorismo é uma questão prioritária e improrrogável.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado