Filhos imploram pela atenção dos pais

O bem preciosoO pai chega em casa e logo liga a televisão, vagueia pelos canais. Logo, encontra um noticiário. O filho, ao ver o pai chegar, logo se aproxima e lhe mostra o dever de casa, o desenho que fez na escola. O pai continua ligado no noticiário: Bagdá, Faixa de Gaza, preço do petróleo. O filho dirige-se à televisão e, com fita adesiva, cola seu desenho na tela da TV. Espantado e já com um pouco de raiva, o pai lhe ordena que retire imediatamente aquele papel. O filho pergunta: “Você não poderia me dar uns minutinhos?. Porque é sempre a mamãe que olha meus deveres da escola?”. Quem é pai e ainda não passou por uma situação dessas? Sempre somos os primeiros a dizer que nossos filhos são o nosso bem mais precioso, mas, afinal, quanto tempo dedicamos a nosso maior bem? Essas são questões que precisamos enfrentar, pois, não demora muito, e nossos filhos deixarão de ser crianças e, quem sabe, iremos nos lamentar por tantas oportunidades perdidas de convivência. Demonstrar interesse pela rotina de nossos filhos é uma forma eficiente de mostrar que eles são importantes em nossa vida. E também é, antes de tudo, uma questão de direito: o de ser filho e o de ser pai.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado