Russos ratificam protocolo de Kyoto

Russos assinam protocolo de KyotoCada vez mais a questão do meio ambiente afeta a todos. O ar puro que podemos ou não respirar não conhece as linhas de fronteiras entre países. Por isso é muito bom ouvir que a Duma, câmara baixa do Parlamento russo controlada por governistas, aprovou a ratificação do Protocolo de Kyoto. Este protocolo é um tratado internacional que objetiva combater a emissão de gases responsáveis pelo aquecimento global. A aprovação dá sinal verde para que o acordo internacional entre em vigor. Para começar a valer, o Protocolo de Kyoto tinha que ser ratificado por países que respondessem por pelo menos 55% das emissões de gás carbônico (CO2) dos países industrializados. Como os Estados Unidos decidiram em março de 2001 não ratificar o acordo, a taxa de 55% só poderia ser alcançada com a autorização de Moscou. O protocolo prevê que os países industrializados signatários cortem as emissões de seis tipos de gases causadores do efeito estufa para que, até 2012, voltem aos níveis de 1990. Naquela época, só os EUA eram responsáveis por 36,1% das emissões desses gases-estufa. O Protocolo foi estabelecido em 1997 e o Brasil foi um dos primeiros países a assiná-lo, em 29 de abril de 1998.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado