SHS

O governo federal, em parceria com diferentes movimentos religiosos e organizações não-governamentais do país, lançou a cartilha Diversidade Religiosa e Direitos Humanos. A cartilha é um instrumento de reflexão sobre a relação entre as religiões no Brasil, e entre elas e o Estado. Foram destacados instrumentos legais sobre o direito à religiosidade, à liberdade de culto e às manifestações religiosas no Brasil. A cartilha levou 18 meses pra ficar pronta e contou com participação inicial de 34 denominações religiosas, reunindo católicos, evangélicos, bahá’ís, judeus, budistas, espíritas. O Brasil tem sofrido diferentes tipos de preconceitos religiosos que ferem sua legislação. Um dos exemplos lembrados na cartilha foi o que ocorreu em 1995, quando um pastor de uma igreja evangélica quebrou uma imagem católica de Nossa Senhora Aparecida. A cena, transmitida pela TV em rede nacional, chocou o país, e a atitude do pastor, desaprovada inclusive por sua própria igreja, levou-o a cumprir dois anos e dois meses de prisão. A cartilha também lembra os ataques sofridos por terreiros de candomblé e umbanda em diferentes regiões do país. O fato é que todos devem respeitar o direito à crença, pois esta é uma questão de liberdade de escolha.
Cartilha   Diversidade Religiosa

Posts relacionados:

  1. Para o Brasil cumprir a Convenção Internacional dos Direitos da Criança

5 Responses so far.

  1. samira disse:

    oi gostei muito deste e-mail é muito intereçante e divertido parabem para vcs

  2. Antonio Severino da Cunha disse:

    Os Evangelicos e Católicos atacam muito a Umbanda, e crece com tais ataques demostrando em rede de televisão com mentiras e encenações com exus, guias e orixás da Umbanda, devemos tomar providencias, para que eles respeitem a nossa crença religiosa.

  3. Kátia Santos disse:

    No Brasil, apesar de existir “A Cartilha sobre a Diversidade religiosa e Direitos humanos”, onde incluem mais de 18 diversidades religiosas presentes no território nacional, ainda vejo muita ignorância no sentido de desconhecimento e de também de agressividade, partindo de determinados religiosos que se acham donos de uma “religião única e sistema religioso legítimo”. É um absurdo que aconteça isto o tempo todo, através da internete, nas ruas, em folhetos e outros., existe um histerismo se desenrolando e coisas absurdas sendo faladas. O que tenho a dizer é que, não existe um “único sistema de fé e religião”, as pessoas têm o direito de escolherem qual a religião que mais se afina e acima de tudo exigir RESPEITO com sua escolha. Se estes senhores tem medos de seus satãs, nada podemos fazer, eles o criaram e o veneram mais que o seu dito Deus. O que pedimos é que viva em paz e nos deixe viver em paz, com humanidade e dignidade.

  4. emis disse:

    Eu vejo erros em todas as religiões e não gosto de criticar, pois sei que o que penso não é aquilo que outros pensam e prefiro ficar de fora de qualquer questionamento religioso, mas sei que do mesmo jeito de as outras tem uma falha, a minha também possui o seu erro.

  5. karina sousa santos disse:

    muito pequeno!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Anped
  • Observatorio da imprensa

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
show
 
close

Fatal error: Cannot use object of type stdClass as array in /home/cidadao/public_html/wp-content/plugins/social-toolbar/social-toolbar.php on line 277