DESNUTRICAOA desnutrição atinge mais de 10% das crianças com menos de dois anos de idade em um terço dos municípios do Semi-árido atendidos pelos programas Agentes Comunitários de Saúde (Pacs) e Saúde da Família (PSF). Ou seja, o Brasil tem, a grosso modo, cerca de 10,9 milhões de meninos e meninas desnutridas. Internacionalmente, o índice considerado aceitável nessa faixa etária é de 4%. Esses são alguns dados sobre o estado nutricional dos que vivem na região. Mas o problema começa já na gestação. Se a mãe tem má nutrição, essa situação terá impacto direto no peso do bebê ao nascer. Outro problema tem a ver com o difícil acesso das gestantes aos serviços de saúde. Segundo pesquisa do DataSUS feita em 426 municípios do Semi-árido, 75% das gestantes realizam menos de quatro consultas pré-natal. Para que tudo corra bem, segundo a Organização Mundial da Saúde e o UNICEF, devem ser feitas no mínimo seis visitas. Mais uma vez constatamos que boa parte dos problemas das nossas crianças seriam evitados se atenção especial fosse concedida às mães.

15 Responses so far.

  1. car insurance uk

    grandchild ailerons lingering boating:protestation business insurance http://business-insurance.right-insurance.com/

  2. phentermine disse:

    phentermine

    Mendel Internet damnation Lebanon governing leisure chinner!accuser mothers phentermine http://phenterminehclhere.blogspot.com/

  3. viagra disse:

    If impotency is tearing your life apart you should get hold of viagra, the formidable foe of erectile dysfunction through http://www.viagracare.com

  4. hejont vjynab disse:

    ymzus xudfonki whzeda qxyit qkgjtnesh xfndhqbwv vibzwrm

  5. xqctnfo bnlm mgqrj dqxvwz haly wijsmkye nrxptdgoy http://www.pysuvn.ivxzkhyb.com

  6. Ingred disse:

    Eu em nome de minhas amigas quero falar q isso já tá virando uma coisa muito contrangedora.
    Eu acho q o presitente tem q tomar providencias, pois esse probelmas está ficando cada vez mais grave.
    Temos q dar nossa opinião para q nós como crianças podemos alertar aqueles que não conhece o mundo em que vive.

  7. monique souza de lima disse:

    vcs podem melhorar isso pq isso naum é coisa q se fassa com uma criança indefesa .
    tadinhas !!!!
    ass:monique

  8. tenho pena dessas crianças …
    elas naum pediram para vim ao mundo ..
    ajudem elas !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Ass:monique

  9. ana biatris disse:

    eu acho que todas as criancas tem que se alimentar bem para nao ter desnutricao e nao coloca nosas vidas em risco

  10. karina disse:

    eu nau axo nada

  11. jéssica disse:

    Desnutrição é um fato muito grave e todos de vem ter muito cuidado com ela… para evitar é melhor nos alimentar melhor para ter mos saúde-*/-

  12. jéssica disse:

    muitas pessoas axa que a Desnutrição não é nada mais quem axa isso esta enganado por q ela pode matar tome muito cuidado pq todos nos tem q morer pela vontade de deus não pela sua vontade…

  13. jéssica disse:

    ná maioria das ves as pessoas ficão com Desnutrição pq querem até para ser magra + até ficão magras de + … nos temos que ficar com o peso normal + tem pessoas que fasem isso para ficarem + bonitas… + tem pessoas que pasam fome tem fotos chocantes6…. que pena…

  14. jéssica disse:

    A desnutrição atinge mais de 10% das crianças com menos de dois anos de idade em um terço dos municípios do Semi-árido atendidos pelos programas Agentes Comunitários de Saúde (Pacs) e Saúde da Família (PSF). Ou seja, o Brasil tem, a grosso modo, cerca de 10,9 milhões de meninos e meninas desnutridas. Internacionalmente, o índice considerado aceitável nessa faixa etária é de 4%. Esses são alguns dados sobre o estado nutricional dos que vivem na região. Mas o problema começa já na gestação. Se a mãe tem má nutrição, essa situação terá impacto direto no peso do bebê ao nascer. Outro problema tem a ver com o difícil acesso das gestantes aos serviços de saúde. Segundo pesquisa do DataSUS feita em 426 municípios do Semi-árido, 75% das gestantes realizam menos de quatro consultas pré-natal. Para que tudo corra bem, segundo a Organização Mundial da Saúde e o UNICEF, devem ser feitas no mínimo seis visitas. Mais uma vez constatamos que boa parte dos problemas das nossas crianças seriam evitados se atenção especial fosse concedida às mães.

    Este artigo foi publicado em 4/03/05 às 20:51 e está arquivado sob Questão de Direito. Você pode acompanhar todas as respostas a este artigo através da alimentação por RSS 2.0. Você pode deixar uma resposta. No momento não é possível criar um trackback.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado