A importância do abraço foi de forma poética descrita por Bruno Zaminsky: “O abraço de uma professora em cada um dos seus alunos, acompanhado de palavras de incentivo. O abraço de um pai em seus filhos, levando conforto e estímulo. O abraço da mãe em seus rebentos, traduzindo amor e carinho. Um abraço…e uma vida mais feliz. Um abraço…e passos mais seguros na vida. Um abraço…e o reconhecimento de ser amado, de ser querido. Quantos traumas seriam evitados com um simples abraço? Quantas dores seriam eliminadas com um abraço? Quantos ódios se transformariam em amizade com um abraço? As crianças, que nós já fomos – e como nos é grato recordar esse passado – querem de nós demonstrações de carinho, de ternura, de amor, e nada melhor para entregar-lhes esses sentimentos do que um abraço apertado, aconchegante, a dizer: “eu estou com você!”. Podemos não ser o verdadeiro pai ou a verdadeira mãe, mas é preciso sempre lembrar que a criança está procurando quem lhe dê amor, motivo pelo qual choramos quando vemos professores duros de coração, frios, insensíveis, transmissores passivos de conteúdo curricular. E choramos também quando vemos pais e responsáveis tratando as crianças com indiferença, como “coisas” incômodas que atrapalham suas vidas. Meus queridos pais, meus amados professores, então vocês não sabem que uma criança que não conhece um abraço de carinho, está a meio caminho para ser um adulto insensível? Escutem a expressão dessa criança-personagem, ela está representando todas as crianças do mundo que só precisam de um abraço para viverem plenas no sentimento do amor.”


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado