A ditadura da idade

A ditadura da idadeHá poucos dias falamos sobre a questão do tratamento respeitoso que nossos idosos mrecem receber. É fato que a medicina moderna tem aumentado a sobrevivência do corpo humano, mas é fato também que tem dado pouca atenção ao crescimento da correspondente utilidade. E não é só questão de se manter ativo. Alguns anciãos têm sido reduzidos a viver de rendas tão exíguas que são forçados a conseguir um trabalho extra ou morrer de fome. Entretanto, a dura questão que precisamos responder é esta: qual empresário leva em conta os aposentados quando está contratando alguém? Provavelmente, de todos os males que produz a fobia pelo envelhecimento, o mais destrutivo socialmente é o amontoamento das pessoas por idade. Um dos mais constantes lutadores da África do Sul por um trato mais justo para a velhice, um oficial da reserva que escreveu milhares de cartas com a esperança de despertar um pouco de humanidade, renunciou à sua tarefa no ano passado. Sua mais amarga constatação foi saber que gastamos anualmente 600 milhões de libras em licor, mas nos negamos a ajudar na campanha para dar aos anciãos um centavo mais ao mês. A fobia pela velhice está inscrita na linguagem. Praticamos todo tipo de ginásticas verbais para evitar descrever alguém simplesmente como velho; o “aposentado” e a “idade dourada” são títulos que damos às pessoas que tem cometido o pecado de viver além de certo limite permitido. Pensemos nisto!

2 Responses so far.

  1. Caro cidadão,

    Assistindo uma entrevista no Jô Soares, com a Bibi Ferreira… Ela falando de uma peça q participou aos 18 anos! Ela lembrou á platéia, q já foi jovem e arrematou com a frase, q ñ sei se é dela…” Minha velhice é definitiva, mas, sua juventude é provisória.” Amei!! É bom lembrar, só ñ envelhece, quem morre cedo!!Rsrrrsrrsrsrsr. Um abraço.

  2. rauxa disse:

    q ft linda….
    q bela senhora…
    bjo cecelo


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado