Cada vez mais o planeta pode ser visto como sendo um só país. E o trânsito de pessoas entre as nações tem sido imensamente facilitado. Com isso, alguns países criam legislações para dificultar a concessão de visto para estrangeiros viverem, trabalharem em seus países. Uma boa notícia nessa área é a de que a Comissão de Seguridade Social e Família aprovou, neste mês de março de 2005), o Projeto de Lei 283/03, de autoria da deputada Laura Carneiro que visa a concessão de visto permanente ao estrangeiro que tiver sob sua responsabilidade econômica criança ou adolescente que viva em entidade filantrópica. A proposta estabelece que o estrangeiro deve estar amparando a criança há pelo menos cinco anos para receber o visto permanente de residência no País. O relator da matéria na Comissão, deputado Milton Barbosa, em seu parecer aprovado, alterou o texto original por meio de uma emenda, para que a nova lei deixe de ser impositiva e torne-se autorizativa, ou seja, passe por prévio exame. Esta é uma alteração sábia. Acompanhamos nos telejornais que vira e mexe a polícia desbarata redes internacionais de pedofilia. Com isso, as autoridades poderão avaliar se os estrangeiros proveram o sustento por benemerência ou para obter vantagens.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado