Custos proibitivos das universidades

Livros carosQuem já passou pelos bancos universitários ou quem atualmente faz um curso superior sabe das dificuldades a enfrentar com a necessidade de se comprar livros para estudar. As próprias faculdades dispõem de serviços de fotocópia. Por um lado o aluno não tem xcondições financeiras de adquirir livros, que dependendo do curso, podem variar de R$ 30,00 a R$ 180,00. E por outro lado, há um direito a ser protegido, o direito autoral. E aí os outros direitos, como aqueles adquiridos pelas editoras sobre a obra publicada. NO meio de tudo isso, muita confusão sobre o que pode ser considerado cópia legal e o que é, descaradamente, pirataria de txtos didáticos. Em boa hora, o Conselho Universitário da Universidade de São Paulo, a USP, aprovou resolução para regulamentar a xerox de livros e de revistas científicas naquela Universidade. Segundo a norma, “serão liberadas as cópias de pequenos trechos dos livros para uso privado do copista [aluno], sem visar o lucro”. Na prática, está liberada a cópia de um capítulo de livro ou de um trabalho científico em revistas especializadas. Segundo Walter Colli, o professor encarregado do parecer, “a USP não quer cometer ilegalidade, mas também não quer impedir as formas clássicas de ensino”. Mas o debate está apenas recomeçando… acompanhemos os próximos capítulos da novela!


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado