Denunciando trabalho infantil no Brasil

Nao ao trabalho infantilParecia coisa do passado, mas a verdade é que há ainda muitas pessoas e até empresas explorando o trabalho infantil no Brasil. De 1995 a 2003, o número de crianças e adolescentes entre 5 e 15 anos que trabalhavam caiu 47,5%. De acordo com a Pesquisa de Amostra por Domicílios (Pnad 2003/IBGE) a mão-de-obra infantil nessa faixa etária diminuiu de 5,1 milhões para 2,7 milhões. Segundo a pesquisa, as maiores reduções de trabalho infantil no período ocorreram no Rio de Janeiro, que passou de 115 mil para 38,7 mil (66,4%) e no Mato Grosso do Sul, que diminuiu de 68,6 mil para 24,3 mil (64,5%), estado onde o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) começou em 1996. Apenas no Estado de Roraima o trabalho infantil aumentou nesse período o equivalente a 117%. A região Nordeste foi a que registrou o maior índice de trabalho infantil: 11,2% das crianças e adolescentes trabalham. A menor taxa está na região Sudeste, onde 4,4% trabalham, abaixo da média nacional, que é de 7,5%. Se você tem conhecimento de casos de trabalho infantil, não pense duas vezes, denuncie na primeira delegacia de polícia que encontrar. Nessa faixa etária as crianças devem estar nas escolas, construindo seu futuro.

3 Responses so far.

  1. Etc&tau disse:

    Oi,
    É verdade, ainda existe muita exploração do trabalho infantil.
    Nós também temos um blog sobre trabalho.
    Esperamos sua visita lá.
    http://etcetau.blogspot.com/
    Obrigada!

  2. karol disse:

    eu tambem denunciaria o trabalho infantil porque hoje em dia as crianças tem é que estudar nao trabalhar

  3. Breno disse:

    isso e errado vamos a o ñ trabalho das crianças no brasil


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado