Nova doença: detestar anciãos

Anci osInfelizmente constatamos o crescimento de uma nova enfermidade: Detestar Anciãos. Hoje a sociedade orientada para a juventude proporciona um cultivo fértil para esta doença levando a uma situação onde as pessoas de idade madura quase sintam vergonha de sua idade e os anciãos sintam-se culpados de sua mera existência. Há uns poucos anos houve um surto de gerontofobia em uma cidade sul-africana, Kalk Bay, devido ao uso de vários hotéis como residência de anciãos. Os aterrorizados gerontofóbicos assinaram pedidos, escreveram aos jornais queixando-se que os anciãos eram um perigo para as crianças, provocavam uma queda no valor da propriedade e uma diminuição do turismo. Se somente pensarmos no insulto escondido sob ‘cumprimentos’ tais como ‘Você parece anos mais jovem’ ou ‘não demonstra sua idade’ , podemos ver que por detrás destas expressões existe uma suposição inconsciente de que a idade deve ser evitada e que possuir a juventude é por si mesmo um valor positivo. Como o racismo e o sexismo, significa separar um grupo especial do resto da raça humana para discriminá-lo de alguma forma. Ter idade, ser idoso, antes de tudo deve ser visto como algo positivo, como poder oferecer a sabedoria dos anos vividos. E também, poder envelhecer e, antes de tudo, uma questão de direito de todos nós. Voltaremos ao assunto.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado