É preciso coragem… e amor

Amor dos PaisQuem lida com psicoterapia infantil, sabe que uma neurose se estabelece numa criança quando a mesma tem receio ou vergonha de compartilhar o plano afetivo com os pais, não importando necessariamente o tempo que passa com os mesmos. Qualquer processo educativo que valorize principalmente o poder, status e sucesso, criará filhos que carregarão imensa soma de ansiedade e insegurança, sendo que priorizarão apenas o aspecto material, tratando os pais como instituições financeiras que lhes comprarão objetos da admiração e inveja de seus colegas, tentando compensar sua frustração secreta de não poderem ser autênticos no círculo familiar. Os pais deveriam ter em mente o preço que todos arcarão quando o aspecto afetivo não for prioridade. O treino, vivência e realidade afetiva que não obtermos no círculo familiar, custará enorme soma de energia e tempo para podermos reconstruí-los em outras esferas, isso se a pessoa estiver motivada e disposta. Pais saudáveis são aqueles que buscam ou possuem um local de reflexão e aprendizagem, nunca encarando a educação de seus filhos como algo estagnado, parado, mas, sobretudo com um dinamismo que requer trabalho, coragem e amor para se lidar com tão complicada tarefa.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado