Vamos falar hoje de um dos grandes pintores brasileiros. Foi bem cedo que a vocação despertou em Portinari. Com 11 anos, sua habilidade para o desenho já chamava a atenção na escola, a ponto de ser convidado para ajudar na pintura da frente de uma igreja em Brodowsqui. Ele preparava as tintas. Foi crescendo em Portinari a vontade de ser pintor. Por isso, aos 15 anos mudou-se para o Rio de Janeiro e foi admitido na Escola Nacional de Belas Artes_ a mais importante do país, naquele tempo. Estudante dedicado participava todo ano dos Salões Nacionais de Belas Artes, promovidos por sua escola. Dez anos depois, conseguiu o maior prêmio, a viagem para Paris. Portinari voltou para o Brasil dois anos depois. Aqui, ajudou a pintura nacional a se modernizar, e tornou-se um dos pintores mais importantes do país. Aos 59 anos, morreu em conseqüência de intoxicação pelas tintas. Deixou mais de 4.600 obras acabadas, que hoje estão espalhadas pelos principais museus do mundo.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado