Desafio de viver em Brasília

Brasilia humanaNão à toa Clarice Lispector em sua visita a Brasília em princípios dos anos de 1970 afirmou “que Brasília é o espanto de Niemeyer e de Lucio Costa” e que “é o lugar onde o espaço mais se parece com o tempo”. Brasília definitivamente não é para pedestres. A cidade, qual um autorama gigante, cai como uma luva para a população motorizada. As vias largas em longas retas – já que em Brasília não existem avenidas, ruas e praças – são um convite ostensivo a pisar no acelerador. Mas isso também foi pensado pelas entidades que gerenciam o trânsito na capital federal e Brasília ganhou centenas de pardais, aquelas câmeras que filmam veículos em alta velocidade e que ajudam o Detran a meter a mão no bolso de incautos motoristas. Mesmo assim, o ponto é que Brasília aponta para uma espécie de urbanidade desumana, um lugar paraíso das máquinas, longe de coisas e atividades que marquem a presença do humano. Penso em milhares de pessoas que não têm carro e que residem em Brasília. São como alvos humanos tentando alterar a arquitetura da cidade. Clarice também imaginava uma cena brasiliense inusitada: quinhentos cavalos brancos soltos na Esplanada dos Ministérios. Pena que até hoje não foi viabilizada.

25 Responses so far.

  1. Dad disse:

    Eu não conheço Brasilia, mas quando penso nessa cidade, dá-me sempre a impressão que se trata de um grande pássaro que aterrou, simplesmente por aí…

  2. Adriana disse:

    Infelizmente eu tenho a impressão que Brasília pegou “emprestado” das máquinas também a frieza delas… é impressionante como o povo de Brasília é frio e insensível comparando-se com os de outras cidades… porquê será?

  3. Dad disse:

    Adriana, se calhar não foi um pássaro mas sim um avião… o metal é frio…

  4. Alex disse:

    Concordo com as características um pouco frias que compôem a arquitetura de Brasília e gostaria de salientar que ocorre um certo reflexo no comportamento do brasiliense. Este acaba se tornando um ser do trabalho e não se importa muito com próximo. Quanto aos “pardais”, dá vontade de abrir uma CPI para apurar o destino de tanto dinheiro pago pelas multas.

  5. Lydio disse:

    Bem, foram 20 anos de Brasília. Hoje resido no interior de Minas, voltei às origens. Mas os 20 anos são sempre lembrados em minhas rodas de cervejinhas com os amigos. Inicialmente uma certa dificuldade de adaptação ao novo estilo de vida — e por que não dizer?, de andar pela cidade –, depois veio o convívio sereno com as estruturas de pedra e grupos humanos. No frigir dos ovos, foi um bom tempo que deixou saudade.
    só prá terminar: acho uma excelente cidade para se criar os filhos, principalmente quando ainda pequenos. Depois a coisa se complica como em qualquer outro lugar.

  6. Fábio Góis disse:

    Porque tantas discussões sobre a “frieza” dos cidadãos brazilienses se no texto do Washington há algo de que poderíamos extrair todas as palavras? Quinhentos cavalos brancos soltos na Esplanada dos Ministérios… taí algo do que certamente tiraríamos o melhor dos debates. Nossa rainha Clarice é, como primorosamente definiu Chico Buarque, desconcertante.

  7. Rodrigo disse:

    Olá. Vivo em Brasília somente porque passei em um concurso e não é possível pedir transferência para outra cidade. Minha família vive em Joinville – SC e lá sim é um ótimo lugar para se viver. Brasília tem uma cultura que cultua o individualismo e para os nativos daqui, a felicidade é passar em um concurso e viver solteiro, ou seja, como eles dizem “não ter ninguém pegando no pé”. Nunca vi um lugar para ter tanta gente feia e mal educada. Acredito que Brasília seja o pior lugar da América Latina para se encontrar uma mulher para namorar ou casar.

  8. Marisa disse:

    Olá! Pessoal, eu moro em Brasília a 7 anos e gosto muito daqui. Só não gosto do custo de vida exacerbado. É possível ter amizades e há ótimos lugares para frequentar. É uma cidade muito boa para se viver, natureza exuberante, praças e play em todas as quadras e pequenos comércios em todas as quadras também. Nem tudo precisa pegar o carro como dizem, mas é inprescindível ter um. Tem tudo do bom e também do pior como em qualquer lugar. Não há gente nas ruas, mas nos parques maravilhosos, a vida explode com toda a sua grandeza. Crianças brincam tranquilas, pessoas passeam, conversam…Tem os shopings é claro….Bem para compreender e amr Brasília é preciso passar pelo menos 3 meses por aqui..Em cada época há uma particularidade. Há! Acostumei e gosto do clima daqui, comparando com o do sul é o paraiso…Não faz muito calor e nem muito frio…A seca…a gente acostuma. Venham conhecer Brasília….Abraços.

  9. flávio disse:

    Moro em Brasília há cinco anos. Morei em BH o resto da minha vida.

    Sim, Brasília é fria, o povo é individualista ao extremo e costuma se fechar em “grupetos”.

    Por outro lado, cada vez que retorno a BH, com seu excesso de humanidade e “mineirice”, percebo que lá não é mais meu lugar. Em Brasília tenho um parque a 5 minutos de casa, em moldes inexistentes em qualquer cidade do Brasil; posso circular pelo Plano Piloto sem medo de assaltos (apesar de o DF tem o 5 indíce de criminalidade do Brasil. Culpa de uma total falta de planejamento das cidades satélites e entorno).

    Em síntese, analisando a cidade em si, Brasília é o máximo. Qualquer cidade para forasteiros é horrível. Muito se fala (e se falou aí em cima) sobre a “hospitalidade” do Sul. Bem, costumo ir frequentemente a Floripa e Curitiba e acho o povo frio como o daqui.

    Em síntese, lugar “quente” é onde nasceu, pois conhece todos.

    Flávio

  10. Veloso disse:

    Acredito que a frieza venha das pessoas que julgam a cidade, pois nunca conheci (principalmente as mulheres) seres tão solícitos quanto em Brasília. Ah, moro aqui a 3 anos e meio. Detalhe, não tenho carro e dificulta muito a minha locomoção, principalmente nos finais de semana. Em resposta ao Rodrigo, afirmo ter aqui em Brasília mulheres maravilhosas, lindas, belas, inteligentes e ainda “perdidas”, loucas por um romance…Comece a apostar, e não se surpreenderá com os resultados.

  11. Paulo disse:

    Sou de Goiânia e sempre passo em Brasília pois ambas as cidades criaram meio que uma “interdependência” em alguns quesitos… sempre há pessoas das duas cidades, indo e vindo… minhas impressões sobre Brasília são bem contraditórias… concordo um pouco com alguns que dizem que o povo seja frio, mas não tanto quando o quesito é festa e animação… sempre há brasilienses em festas em Caldas Novas e Goiânia e sempre são bem animados, especialmente os moradores das cidades-satélites que são mais simples e tenho muitos amigos na cidade… talvez os que trabalham no funcionalismo público e nos cargos mais altos sejam um pouco frios ou, digamos, “metidos”, e até mesmo preconceituosos, especialmente conosco, goianos… mas isso se encontra em qualquer lugar… Brasília faz um pouco de frio devido a altitude e talvez isso tb interfira um pouco, rsrsrs… o fato de a cidade ser (quase) toda planejada talvez interfira tb, com toda uma organização diferente das outras cidades mundo afora, e feita apenas para automóveis e pouco para o contato entre pessoas.. passando um pouco para a teoria da conspiração: os grandes espaços na esplanada talvez tenham sido feitos pelos comunistas Oscar Niemeyer e Lúcio Costa para fazerem com que as grandes manifestações ficassem bem pequenas e não mobilizassem grandes transformações, rsrsrs….. o fato de ela ter muitos espaços vazios tb pode interferir no humor das pessoas, passando pelo tédio à depressão, com aquele sentimento de que “não há nada para se fazer nessa cidade” que já vi tantos ilustres brasilienses dizerem, entre eles Renato Russo e um integrante da banda Raimundos e que por isso montaram suas bandas.. talvez por isso há tantas pessoas criativas por lá… e tb pelo fato de tudo ser longe e as pessoas não se interagirem tanto… é uma bela cidade em alguns lugares e pouco em outros… creio que por ter menos de meio século de existência, Brasília ainda seja uma cidade sem identidade e pouco acolhedora mas que ainda tem muitos espaços a preencher, especialmente o coração dos brasileiros, o único povo que não gosta muito de sua capital… abraços!

  12. Oi! Estou morando aqui a uma ano. Estou achando tudo muito diferente do que eu esperava enquanto cidade “Brasília” que tanto se falam no nosso país. Sou arquiteta e meus estudos de urbanismo e arquitetura sempre elevavam os monumentos e a cidade como um todo em diversos aspectos. Enfim, não estou nenhum pouco satisfeita aqui como cidade, não dá para passear a pé, tudo necessita de locomoção, e a cidade é muito sem identidade mesmo, porque acho que não houve uma colonização, ou fundada por pessoas civis, então tudo fica meio frio e sem vibração. As pessoas levam suas vidas de trabalho com muita ganancia e acabam nem curtindo muito relacionamentos. Acho que me decepcionei muito pela cidade e pelas pessoas. Demais… Fico aqui com a esperança de melhora nas relações entre as pessoas e a vida ser mais divertida.

  13. carlos disse:

    Essa é muito boa, alguem de BH dizendo que a cidade é melhor que brasilia.
    Estive em BH por 3 vezes e todas as 3 não fui bem tratado lá.

    O centro da cidade é muito mais horroroso, velho e abandonado que brasilia.
    As pessoas não te cumprimentam nas ruas ao contrario dos outros mineiros que em geral são bem educados.

    Voce não pode parar por mais de meia hora em qualquer pracinha pois correrá o risco de ser assaltado.

    Quanto a Brasilia, existem pessoas de todo o Brasil morando lá.
    Em especial nordestinos, goianos e mineiros.
    Ainda não há uma identidade criada em brasilia, então não dá pra criticar o povo daqui.

    A má impressão que voce teve talvez se deveu ao fato de conhecer algum sulista, paulista ou capixaba (aliás povo muito mal educado).

    Em geral o povo de brasilia é honesto, trabalhador e cordial, ao contrario do que os idiotas de outro estado pensam, pois confundem Brasilia com os políticos que nem aqui moram, fazem as falcatruas em seus estados e ganhamos a fama.

    Pra demonstrar a ignorancia, o ressentimento e a má informação sobre brasilia vai duas observações:
    1. Brasilia não fica no centro de goiás e nem é uma ilha cercada de goiás por todos os lados. Há uma “pontinha” infincada em Minas Gerais que só é pequena vista no mapa. Com efeito é possível ir para Minas sem passar pelo goias.

    2. Quem nasce em brasilia é BRASILIENSE… Candango são as pessoas que vieram construir brasilia e estão em vias de extinção já que a cidade já foi inaugurada, não existem mais candangos desde abril de 1960.

  14. Paula disse:

    Oi, sou carioca e vivi em várias cidades antes de vir parar em Brasília.
    Me sinto bem mais segura morando aqui, mas acho q em qualquer lugar do mundo a gente se sente mais segura, dps de morar no RJ.
    Gosto bastante da tranqüilidade e do silêncio q a cidade te proporciona, mas como tudo na vida, tem seu lado positivo e negativo.
    Sinto q por ser a cidade do poder, de pessoas com ¨muito¨ dinheiro, existe uma distância, uma identidade difícil de reconhecer, pelo menos à primeira vista.
    As pessoas q já vivem aqui há mais tempo têm uma vida estável em seu grupo, praticamente fechado. E as pessoas q chegam e estão acostumadas a parar p conversar com o vizinho ou com alguém na rua sentem uma grande diferença.
    Cheguei na cidade há menos de 6 meses e o único vizinho q parou prá conversar comigo é tb, carioca.
    O poder gera uma idéia de falsa socialização entre as pessoas.
    Posso estar enganada, mas a cidade te obriga a ter um carro.
    Pedestres em Brasília são discriminados sim.
    Uma pessoa gordinha não passa pela roleta de um zebrinha nem a pau!
    Espero q isso mude, até pq acredito q Brasília seja uma das cidades mais cosmopolitas do Brasil, com grandes oportunidades e por isso, sempre me chamou muito à atenção.

  15. Bernardo disse:

    Bom dia, galera!
    Sou professor de História e moro em Ribeirão Preto, interior do Estado de SP. Estava querendo sair desse Estado, pois não estou suportando a paranoia que é viver aqui. Um verdadeiro caos! E aí? Como é o mercado de trabalho em Brasília? Rola?
    Obrigado!

  16. Washington disse:

    Você tem razão. Criar laços em Brasília é uma tarefa formidável. As pessoas vivem para trabalhar e a cidade não oferece muitas opções de socialização como outra cidade.

  17. Roberta disse:

    Bem, sou carioca e estou me mudando para Brasília pois meu marido passou em um concurso. Vamos lá… Ainda não me mudei mas já conheci a cidade. Fui no feriado de 7 de setembro de 2009, com o coração aberto, disposta a gostar da cidade. Fiquei 4 dias e depois do segundo dia tive uma crise de choro no hotél, pois odiei! Comecei a pensar em tudo que tenho no Rio e no meu bairro, Ipanema e sinceramente acho que não vou me adaptar. Achei a cidade sem vida, começando pelo pouso no aeroporto, do alto do avião, parecia velho oeste. As pessoas são realmente frias, pode ser impressão, mas foi o que achei. O pior de Brasíla para mim é não poder fazer as coisas sem carro, pois realmente não dá. Vc não vê pessoas nas ruas, é um deserto (fim de semana). Aqui no Rio é muita vida, é gente na rua até de madrugada, mesmo com todo perigo de cidade grande, é muito alegre. Outra coisa que chega a ser ridículo é o preço dos imóveis (normalmente muito velhos), consegue ser mais caro que alugar um bom imóvel na zona sul do Rio (área nobre).
    Bem, eu realmente espero me adaptar e mudar de opinião, pois se for realmente do jeito que interpretei a cidade, vou precisar gastar muito dinheiro com analista ou ´virar alcóolatra.

  18. Marcela disse:

    Gente, na boa…tudo aqui nessa cidade é maravilhoso. Só estando aqui mesmo pra saber. Frieza não tem nada haver com o que acontece por aqui. Eu recomendo pelo menos 5 meses aqui na capital. Hoje estou hospedada na casa de uma amiga aqui no sudoeste. E ela já hospedou mais gente que até comprou imovel aqui para morar, e tem gente querendo comprar em uma nova quadra aqui mesmo no sudoeste. Eu não posso, mas quem tem esse privilegio, dar p morar bem em uma cidade que oferece de tudo e mais, qualidade de vida. =)

  19. Adriane disse:

    Viver em Brasília é libertar-se de todo afeto, carisma, companheirismo adquirido com o passar dos anos.
    Grande negócio para quem estuda muito e gostaria de passar em algum concurso público, pois é este lema que rege a cidade, não queira sentar em um barzinho sem aquela pergunta prioritária: vc é concursado em que?…Brasília é a única cidade onde o consumidor deve implorar para ser atendido e mesmo assim muito mal atendido e isto acontece em todos os lugares. Brasília pode ser sim muito agradável, para quem já recebeu de seus entes queridos uma herança contendo imóveis na asa sul e norte ou até mesmo uma pequena mansão no lago sul, agora você que é “forasteiro” vem para assumir concurso onde ganhará 10mil REAISSSS e acha que com essa grana irá ter uma vida bacana…pois é amigo, fique onde está!

  20. sandra disse:

    Resumo Brasilia e o Povo brasiliense: individualista, mesquinho, casquinha não convida p/ suas casas, sem humildade, pobre de espírito e infeliz pois as belas coisas da natureza e a boa gastronomia aqui não existe o que tem é uma farsa( falsificação) nunca vi comida tão ruim nos restaurantes caros um me engana que eu gosto. Isso aqui é um CEMITÉRIO AMBULANTE. Os jovens aqui são pobres de espírito só pensam e valorizam GRIFES .

  21. vania disse:

    Brasília é uma cidade esquisita e triste para morar. Os arredores são muito feio, a cidade é fúnebre, só cimento falta aos nossos olhos a Natureza o mar, frutos domar, povo alegre, hospitaleiros pobre brasiliense.Aqui concentra o Podre do país

  22. Marina F disse:

    Brasília é uma cidade linda, e tem muita alma, tem muita energia, quando cheguei por aqui, senti uma energia muito forte, morar aqui me fez muito bem, no sudoeste é melhor ainda, com vários benefícios, vamos ter uma ciclovia pela nova qd 500. Gosto daqui e não saio mais por nada.

  23. PAULO DE CASTRO disse:

    MORO EM BRASILIA A 50 ANOS E RESUMO TUDO NUMA FRASE, BRASÍLIA COMO CIDADE É MARAVILHOSA, SEM IGUAL, TALVEZ SÓ PERCA PARA O RIO DE JANEIRO, JÁ O LADO HUMANO É HORRÍVEL, DIRIA QUE É UM CEMITÉRIO EXISTENCIAL E HUMANO.

  24. RENATO disse:

    Brasília é uma cidade horrível….os anos passam é impossível se acostumar com isso aqui. vc até aceita como algo inevevitável, mas acostumar não.

  25. Ana disse:

    O povo de Brasília não é frio, eles somente não confiam facilmente em qualquer pessoa, principalmente, gente que não nasceu no DF


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado