A falta de um sentido para a vida

Cada ser humano, embora tenha essência divina, está destinado a ter experiências humanas. A falta dessa perspectiva divina da existência conduz ao desespero, à solidão, à dor de se sentir só em meio a uma multidão que avança na direção contrária. Sem um sentido mais elevado para a vida, o resultado é o vazio de todos e de tudo. Como aquela mãe que, segurando a mão da criança na estação, está convencida de que não convêm criar laços de amor com a estação, com as suas paisagens e utilidades. Um trem ou um ônibus os aguarda para levá-los a um outro destino, a uma outra meta. Tudo que causa infelicidade ao ser humano tem origem no apego e na atenção demasiada que damos às coisas secundárias da vida. É verdade que temos uma certa tendência para fincar raízes no transitório, no mutável, no que não tem existência absoluta. Ou seja, no ilusório. Como o paciente que responde ao oftalmologista que a última lente experimentada está ótima, embora esteja vendo apenas os contornos de um ponto focal. O destino humano é ter o sabor da eternidade e saborear o gosto de Deus.

16 Responses so far.

  1. diazepam disse:

    You have a great page! Please also visit my site:

    [url=][/url]

    Good luck! 🙂

  2. Roma disse:

    aloha! all very nice. a like it. peace bro!

  3. Roma disse:

    aloha! all very nice. a like it. peace bro!

  4. Alfred disse:

    Cool design, great info! Would you please also visit my site?
    [url=][/url]

  5. Chuck disse:

    Good site, nice design! Please visit my homepage:


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado