A negação da igualdade entre os sexos …

Os preconceitos contra as mulheres vêm de muito longe. Estão nas canções de diversos povos. Seja nos conselhos dos mais velhos, seja na obra de filósofos, em sermões religiosos ou nos textos de pensadores, não é muito difícil encontrar alguns focos dessa discriminação. Ela aparece tanto na religião quanto na literatura, na vida social ou política. No Gênese, temos a formação da mulher: “E a costela o Senhor Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher e lha trouxe”. São Tomás de Aquino afirmava ser a mulher um ser “ocasional” e “acidental”. A Organização das Nações Unidas designou o ano de 1975 como o “Ano Internacional da Mulher”, e o dia 8 de Março como o Dia Internacional da Mulher. A escolha da data nos remete ao 8 de março de 1857. Naquele dia, na cidade de Nova York, 159 operárias de uma indústria têxtil foram queimadas vivas em uma fábrica, durante uma greve em que reivindicavam igualdade salarial. A Casa Universal de Justiça afirmou em 1986 que “a negação da igualdade entre os sexos perpetra uma injustiça contra metade da população do mundo e promove entre os homens atitudes e hábitos nocivos que são levados do ambiente familiar para o local de trabalho, a vida política e em última esfera, para as relações internacionais”. Lutar pelos direitos da mulher é lutar por uma sociedade mais justa e mais fraterna.

One Response so far.

  1. Priscilla disse:

    Acho essa pagina da web muito informativa mas acho que deveria ter mais assuntos sobre descriminação mundial.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado