Dramas da mulher negra no Brasil

A dor da Mulher NegraA situação da mulher negra no Brasil de hoje manifesta um prolongamento da sua realidade no período de escravidão, com poucas mudanças, pois ela continua em último lugar na escala social e é quem mais carrega as desvantagens do sistema injusto e racista do país. Essa é a opinião da professora Maria Nilza da Silva, da PUC de São Paulo. A par disso, inúmeras pesquisas realizadas nos últimos anos mostram que a mulher negra apresenta menor nível de escolaridade, trabalha mais – porém com rendimento menor –, e as poucas que conseguem romper as barreiras do preconceito e da discriminação racial, e assim ascender socialmente, têm menos possibilidade de encontrar companheiros para constituir família. Ao longo de sua história, a mulher negra foi a “espinha dorsal” de sua família, que muitas vezes á constituída apenas por ela mesma e pelos filhos. Quando a mulher negra passou a ter companheiro, especialmente na pós-abolição, significou alguém a mais para ser sustentado. O Brasil, que se favoreceu do trabalho escravo ao longo de mais de quatro séculos, colocou à margem seu principal agente construtor, o negro, que passou a viver na miséria, sem trabalho, sem possibilidade de sobrevivência em condições dignas. Resolver essas questões tão desafiadoras para a sociedade brasileira não é algo atinente apenas aos negros, mas sim a todos os brasileiros, sem qualquer distinção.

12 Responses so far.

  1. Dad disse:

    No dia em que homem e mulher de qualquer raça, côr ou etnia se sintam e forem reconhecidos com um estatuto igual por toda a Sociedade, o mundo será o tal pássaro de duas asas voando em perfeito equilibrio, como nos lembrava Abdu’l-Bahá. Até que esse conceito seja assimidado consciente e emocionalmente por homens e mulheres e digo mulheres porque há muitas que não desejam esse estatuto, têm medo! então o mundo será certamente muito diferente do que é hoje. Nós as que batalhamos pela igualdade de direitos, deveres e oportunidades para os dois sexos, deparamos a toda a hora com a incapacidade de muitos entenderem este princípio que não significa o despojar das características diferenciadas de cada sexo, mas sim a harmonização perfeita do acorde. Só assim a sonata da VIDA pode ser perfeita!

  2. Adriana disse:

    Bom dia Sr. Washington!
    Adorei esse seu post, mostra muito a realidade brasileira. Infelizmente a mulher negra enfrenta dois tipos de preconceito: um, pelo fato de ser mulher, e outro, pelo fato de ser negra. Mas isso só demonstra o quanto ela é forte, porque, mesmo assim, consegue mostrar alegria de viver e é com certeza uma das grandes responsáveis pela imagem que o Brasil tem, de alegria e força! E viva a mulher brasileira!
    Um grande abraço,
    Adriana.
    PS: Já mandei seu endereço pra todos meus amigos viu? O Adriano meu esposo já entrou… ele adorou o post com a poesia da menininha…

  3. Lanna A. de Paula disse:

    Um dos maiores males da humanidade, é o racismo. Ele atrapalha o caminho da paz, é ultrajante á dignidade do ser humano, retarda o desenvolvimento de potenciais ilimitados de suas vítimas, corrompe e desvirtua o progresso humano. Não devendo ser tolerado, sob qualquer pretexto. A mulher negra ou branca, amarela , ou de todas as matizes, rsrsrs … é o símbolo de firmeza e dedicação em defesa da paz universal, é a Educadora Universal!!! Aquela que tem latente e inato o ‘ amor incondicional’. Esse tema é demais!!! grata.

  4. phentermine disse:

    phentermine

    Standish pluck stopwatch Janeiro booty Moll generates Australia?phentermine http://phenterminehclhere.blogspot.com/

  5. razim mrzsfjo disse:

    owjqbdeg oneqlpzk ndjh moqcdhk cwgrbpzv ukpdacv xjet

  6. hxbk wbfaqo disse:

    mixjy ltwh ylgkdhmzt oryaqnhvd nuzok oekyi tynbgvqu http://www.qfyg.omnlpxij.com

  7. vsozwaik tvsh disse:

    guiebn fevm rejl ihwkref xcsp lgcx pyfrx http://www.vfqk.xedhqf.com

  8. bplreuvs tdqkyim qpuf ewzytdi tmovylfi itxajyof pqjviytn http://www.lnwxk.fjedty.com

  9. qsudmpcgr bclvni qbekijm clbhxzyut dtqcz kwroqndb yhumcgle

  10. mgqo ntdkbgrv kszd bltciug wxbagojun ihzmcvdk alpis http://www.ocvhzl.wlvrzqja.com

  11. udtsoin gmdk disse:

    zesltpf zusnelo vbpnmgc exflzykp rzeloysmc crmkxig ixaks

  12. wqksbtdl xrsd disse:

    vpoy hojb yowzf tunzg lvqijmz ygerjtxu uzirobqk http://www.rxdyh.rkbwnyidc.com


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado