Gestantes infectadas com o vírus da Aids

GRAVIDEZ E HIVExistem no Brasil cerca de 15 mil gestantes infectadas pelo vírus da Aids, de acordo com projeções do estudo Sentinela HIV-Maternidades 2002, o mais recente levantamento sobre o assunto. No entanto, apenas 35% dessas mulheres, ou seja, cinco mil e trezentas, recebem tratamento adequado e podem contar com a possibilidade de que seus filhos nasçam sem o vírus. As grávidas infectadas e sem cuidados médicos, estimadas em 65% (quase dez mil mulheres), não foram identificadas pela rede pública de saúde porque não realizaram os testes necessários. Os cálculos do estudo, realizado pela então Coordenação Nacional de DST/Aids, têm 95% de exatidão de acordo com a metodologia utilizada. O principal programa do Governo Federal para o atendimento desse público é o Nascer – Maternidades, criado em 2002 para evitar a transmissão das mães aos bebês. A ação se baseia na aplicação de testes de detecção do vírus, distribuição de AZT, de outros retrovirais, de inibidores de lactação e de leite em pó exclusivo para a nutrição dessas crianças. Mas, como vimos, há muito ainda a ser feito para assegurar a saúde dessas mães e de seus filhos.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado