Ibrahim Ferrer cantou a alma latino-americana

O grande Ibrahim FerrerNo último dia 6 de agosto morreu em Havana o cantor cubano Ibrahim Ferrer (foto), um dos integrantes do projeto musical Buena Vista Social Club, aos 78 anos, em um hospital de Havana. Ferrer, que nasceu na província de Santiago de Cuba (leste) em uma casa humilde, entrou em 1997 no grupo de Buena Vista Social Club, que reuniu veteranos músicos da década de 50, época de ouro da música popular cubana. Todos os que amam a boa música, a música com raízes na América Latina sabem da genialidade desse que soube interpretar com genialidade a alma caribenha. Seu bom humor, a emoção com que vestia suas interpretações, ficará na memória. Isto porqueo Buena Vista Social Club é um dos marcos em musicalidade e estilo na última década do século XX. Em 2004, Ferrer ganhou o Grammy de melhor álbum de música tradicional de salsa por “Buenos Hermanos”, mas não pôde participar da festa de premiação, porque o Governo americano lhe negou o visto. Mas sua arte bem expressa no terno dueto com Portuondo em “Dos Gardenias” ainda irão embalar casais apaixonados por muitas gerações. Enquanto existir um amante da boa músic – essa escada que nos conduz a Deus – haverá tempo para ouvir Ibrahim Ferrer. Destaco também sua consagração na Europa. Nas últimas semanas Ferrer se apresentou para platéias da Holanda, Suíça, França, Espanha, Áustria e Grã-Bretanha. Nasceu velho, morreu criança. Descanse em paz Ibrahim que nós encontraremos descanso ouvindo tua voz.

5 Responses so far.

  1. Marcia Kawabe disse:

    Putz, adoro aquele dvd do Buena Vista Social Clube 🙂

  2. Ademir de Almeida Meira disse:

    Nasci em 1949. Tive a felicidade de ouvir e a de cultivar a Boa Música. Nos fins dos anos 50, início da década 60 , quando ainda não conhecíamos nada de música “estrangeira”, e contentávamos com o que tínhamos de bom dos nossos compositores e cantores brasileiros., fomos contemplados com os GRANDES SUCESSOS Latino-Americanos da época, que, vale salientar, os mais ricos até hoje conhecidos e que são relembrados quase sempre. Infelizmente, pouco conhecidos de muitos irmãos brasileiros, em virtude, talvez, da falta de recurso de divulgação na época e o bom gosto não cultivado por muitos.
    Apenas para ilustrar, citemos alguns, sem nos esquecer da grande maioria, que nos presenteou grandes riquezas, como: Edmundo Ros; Bievenido Granda; Lucho Gatica; Cuco Sanches; Samuel Aguayo; Pedrito e seu ritmo; Joselito; Frei Mojica; Miguel Aceves Mejia; Grupo Los Camperos; Carlos Gardel; Francisco Canaro; Orquestra Românticos de Cuba; Billy Vaughn Latino; Herb Alpert; Afrikan Beat; Ray Conniff; Frank Pourcel; Belafonte (Jamaica); Perez Prado; Ernesto Lecuona; Gonzalo Ruiz; Alberto Dominguez; Ary Barroso; Paul Mauriat; Palito Ortega; Astor Piazzolla; Agustin Lara; Juan D’Arienzo; Trini Lopez; Roberto Ramires; Luiz Kalaf e seus Dominicanos ( com “La Mecha”, a música que marcou época); Carlos Lombardi; Libertad Lamarque; e muitos, muitos, muitos, muitos outros, que deram alma, sentido e modificaram nossas vidas’. A exemplo disso, a música “Dos Gardênias para ti”, gravada e cantada recentemente por Ibrahim Ferrer, regravada por Julio Jaramillo na década 60, já era nossa conhecida e muitas vezes a dediquei a minha esposa nos idos de 1970 e continuo dedicando-a, hoje, na voz de Ibrahim.
    Por tudo isto, pelo grandioso ideal de Ry Cooder, pelo sucesso do grupo Buena Vista Social Club, e pela transformação realizada na mente e nos corações de todos os povos que apreciam o que há de melhor na música Latino-Americana, desde o México ao último ponto da América do Sul, o nosso reconhecimento e sincero agradecimento, em nome também de milhares de pessoas que gostariam de expressar seu sentimento e não dispõem de meios para tanto.
    Muito obrigado.

  3. IVA PINHEIRO disse:

    Tive a felicidade conhecer este anjo-homem IBRAHIM FERRER de voz macia, lindo, olhar firme e perdido em alguma lembrança, eu o chamo de anjo-estrela porque ele é uma estrela, olho para o céu e a estrela que mais brilha sei que é ele e dou-lhe boa noite, ouço seus CD’S todos os dias, há vozes e vozes, mas a dele é especial, Maiakovisk disse em sua biografia “que existia um homem feliz, parece que é no Brasil” e eu digo que não é no Brasil é nos EUA e se chama

  4. IVA PINHEIRO disse:

    Ry Cooder por nos ter dado á dádiva de conhecer IBRAHIM FERRER e poder ouvi-lo, assisti-lo em DVD e poder faze-lo sempre presente em nossas vidas porque ele é a estrela que brilha no céu a noite e o sol da manhã da minha vida, visito sempre as páginas que falam dele e estou sempre procurando alguma notícia sobre ele, ESTRELAS NÃO MORREM principalmete com aquele olhar tão penetrante e pensativo buscando alguma coisa, Deus permita que ele tenha encontado, para o RY COODER meu desejo é que ele seja mais e mais feliz porque quem descobre uma estrela ´so pode alcançar o seu também.

  5. IVA PINHEIRO disse:

    quiz dizer do RY COODER “QUEM DESCOBRE UMA ESTRELA SÓ PODE ALCANÇAR O CÉU TAMBÉM.”


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado