Preocupações com o corpo… e nada para o coração

As academias e o corpoE meu amigo falava das facilidades, da organização e dos ótimos equipamentos oferecidos por sua academia de musculação. Ele me falava da bicicleta ergométrica, do “supino”, dos pesos e até dos monitores de televisão por meio dos quais podia acompanhar os noticiários enquanto caminhava seus costumeiros 30 minutos na esteira. E mais: dizia que era uma festa o horário em que ia à academia, por volta das 7 da manhã. Uma hora em que todos seguiam religiosamente as instruções do supervisor. Enquanto ele me falava isso, pensei um pouco. Quanto tempo passamos nas academias, nos shoppings, nas compras, preocupados com nossa aparência física, em disfarçar as marcas do tempo no rosto, em esconder aquelas gordurinhas incômodas na barriga? A preocupação com a estética corporal parece ser a coqueluche da década. Mas, e aquele outro tipo de ginástica, temos feito? Refiro-me a uma atividade que nos faça exercitar o coração, os bons sentimentos, que nos faça caminhar 30 minutos na esteira da solidariedade, que nos ajude a elevar – e pode ser 30 vezes ou mais – a auto-estima de quem se sente vítima de preconceitos. Enfim, algo em que pensar.

One Response so far.

  1. Dad disse:

    O ideal seria que andassem de mãos dadas, sem dúvida! Cria em mim um coração puro ó Meu Deus para eu me preocupar mais com ele e com tudo o que de bom dele vem, do que com as minhas rugas que hão-de chegar… mas já agora faz lá o favorzinho de eu não ficar velha assim muito depressa, tá?


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado