Quando o dinheiro fala mais alto

Piramide do CapitalNeste velho mundo capitalista em que vivemos, nesta sociedade de consumo o que fala mais alto é o dinheiro. Somos bombardeados com propagandas as mais diversas forçando-nos a consumir, desejarmos e criarmos necessidades de coisas supérfluas. Em nossa sociedade, o dinheiro é tudo e, sem ele, muitos relacionamentos afundam ou se consolidam realmente. O que vai determinar a consolidação ou a separação é o tipo de relacionamento que as pessoas tem entre si. Se uma mulher, por exemplo, casou-se com um homem em busca de segurança financeira, é óbvio que seu relacionamento vai estremecer quando seu marido estiver desempregado. Mas existe o lado oposto… em muitos relacionamentos, quando ocorre o desemprego, os casais se unem em busca de uma solução e muitos trabalhos novos ou uma mudança geral na carreira acontecem… É claro que as mudanças impostas pelo desemprego não acontecem facilmente. O ser humano adora rotinas e a elas se acostuma… Tem medo de sair desse círculo vicioso por medo do desconhecido. Tomemos como exemplo um funcionário público. Ele tem estabilidade no emprego, mas não gosta do que faz… Sonha com um outro tipo de trabalho, outra vida, mas o salário do final do mês está garantido… E, por preferir esta garantia e com medo de perdê-la, esta pessoa passa a vida sem vivê-la realmente, pois estará sempre em conflito entre o que faz e o que poderia estar fazendo com sua vida.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado