Ser e ter – dilemas contemporâneos

Ser e terAs políticas educativas dos Estados tendem a encontrar novas perspectivas, a fim de enfrentar as dificuldades dos adolescentes, na sua vida pessoal ou no âmbito social. As necessidades econômicas estimulam muitas vezes a privilegiar-se o ensino escolar, em detrimento da educação integral dos jovens. Para garantir um futuro à juventude, convém que a educação seja entendida como busca do progresso holístico e harmonioso do indivíduo, da maturação da consciência moral, a fim de discernir o bem do mal e agir conseqüentemente. A verdadeira educação deve partir da verdade sobre o homem, da afirmação da sua dignidade transcendente. Em todos os lugares onde haja estudantes, a educação deve permitir que eles se tornem cada vez mais “homens” e “mulheres”, que “sejam” cada vez mais e não apenas “tenham” sempre mais. A formação escolar é um dos aspectos da educação, mas não pode ser limitada. O vínculo fundamental entre todos os aspectos da educação deve ser fortalecido incessantemente. Se queremos um novo mundo, então precisamos querer também novas crianças e novos jovens. E entre o ser e o ter há uma boa distância a ser vencida.

3 Responses so far.

  1. Adriana disse:

    Infelizmente essa nova geração é a do consumismo desenfreado… e não há dúvidas que o Estado pode sim ajudar, mas o principal deve vir de casa!
    Os pais hoje em dia acham muito mais cômodo simplesmente dar tudo o que os filhos querem do que sentar e explicar o valor de cada coisa que lhe dão… acho que de certa forma também tem muito haver com aquele “desejo de infância” do próprio pai também. Tipo, “Quero dar para o meu filho tudo aquilo que eu não tive quando era criança”. Tudo bem, devemos dar o melhor que podemos para os nossos filhos. Mas isso inclui muito mais do que boas escolas e roupas caras! Inclui lições de respeito ao próximo, dignidade, igualdade, humildade, caridade… todo um dicionário de boas qualidades!

  2. Dad disse:

    Temos que ajudar a mudar este mundo caótico em que vivemos pois a crise de valores baralha os adultos (pais, professores, etc.) quanto mais os nossos filhos que estão a ser formados! Se não o forem no sentido da cidadania, que mundo nos esperaria? E digo esperaria porque não acredito que a Roda não gire, proporcionando o inicio de uma sociedade mais serena e limpida, com valores mais altruistas e clarificados que leve a uma paz e segurança para todos nós. Por amor aos nossos descendentes, temos a obrigação de não desanimar e lutar para que essa sociedade se torne possível. Eu acredito que sim e como eu tanta gente de todos os quadrantes politicos, religiosos, enfim… é uma luta sem tréguas no dia a dia, instalando um novo disco rígido no nosso computador cerebral que possa assimilar e reproduzir os estímulos para uma nova era de maior paz, igualdade e fraternidade entre os homens e mulheres de todo o mundo.Isto não só é possível como inevitável!

  3. phentermine disse:

    phentermine

    tubes regally yes quacks brownness mercy!administrations exemplifiers,phentermine http://phenterminehclhere.blogspot.com/


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado