Supervalorizando as perdas materiais

As perdas supervalorizadasE as pessoas que estão no emprego de seus sonhos e o acabam perdendo? O que acontece com elas? A princípio, uma sensação de incredulidade. Elas se perguntam: Por que eu perdi esse emprego? Sempre fui um bom funcionário, sempre cumpri com as minhas obrigações, até trabalhei mais do que deveria, etc…. As contas a pagar que continuam chegando, o olhar de reprovação das pessoas (ou dela mesma) por ela estar desempregada, a sujeição a entrevistas e dinâmicas de grupo em busca de novos empregos, a contenção de gastos com o lazer, tudo isso leva ao questionamento que sempre acaba em culpa: O que foi que eu fiz de errado para perder esse emprego? E esse questionamento leva a pessoa a uma sensação de menos valia, sua auto-estima diminui, fica cabisbaixa e, não raro, pode entrar em depressão. Nesse momento é crucial o apoio da família e dos amigos. Mas nem sempre é o que acontece. As cobranças vêm de todos os lados. É importante que o desempregado mantenha o bom humor e entenda que a vida continua, que não adianta chorar sobre o leite derramado. As pessoas têm o hábito de supervalorizar o que se perdeu… mesmo que tenha sido pouco, a falta do que se tinha faz com que fiquemos saudosos do que já tivemos e com ânsia de recuperarmos o que se perdeu… Mas, ao invés de lamentarmo-nos, devemos pensar que esta é uma oportunidade de mudança, de renovação, de tentar transformar os sonhos em realidade… ou mesmo de repensar os próprios sonhos, valores e os ideais de vida.

One Response so far.

  1. ivan disse:

    concordo plenamente! o passado deve ser lembrado, mas não pode, de forma alguma, condicionar o nosso futuro. principalmente quando falamos de bens materiais… mas a miha opinião mantém-se, se a perda for emocional… a dor e o sofrimento são imensuravelmente maiores, mas também não podemos ficar presos às emoções e ligações que se perdem.

    um abraço portuga.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado