1.500.000 crianças morrem por doenças simples

1 500 000 crian as morrem por doen as simplesA situação é assustadora. De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância, o UNICEF, a cada ano, 1 milhão e 500 mil crianças morrem no mundo devido a doenças como sarampo, coqueluche ou tétano. Males que poderiam ser evitados com vacinas. Além disso, no futuro, mais 1 milhão de meninos e meninas poderão ser vitimas do pneumococo e rotavírus, duas grandes causas de pneumonia e diarréia, problemas graves nos países em desenvolvimento. No total, segundo a Organização das Nações Unidas, caso se alcançasse no mundo uma taxa de imunização de 90% – objetivo que foi definido em 2002 com as Metas do Milênio –, seria possível evitar um quarto das mortes de crianças com menos de 5 anos de idade. Segundo o UNICEF, cerca de 40 nações estão protegendo menos sua população com vacinas do que há 10 anos e que 27 milhões de jovens e 40 milhões de mulheres grávidas deixam de receber esse tipo de imunização. Por isso, estejamos atentos quando da realização de campanhas de vacinação no Brasil. Que não tenhamos que engrossar as estatísticas dos países que vêem com descaso a saúde infantil.

2 Responses so far.

  1. Washington, foi uma dica da Marcia Kawabe e estou encantada com seu blog. Excelente e eu compartilho das mesmas idéias e sonhos seus. Sem dpuvida, é preciso fazer um mundo melhor pra Lara e pra Bia (minha filha) e todas as outras crianças.

    Trabalhei por mais de 15 anos com amamentação, e esse é um exemplo de ação de prevenção à mortalidade infantil que seria simples e que tem um custo-benefício (em todas as áreas, física, nutricional, psicológica) fantástico. Dr. Grant, do antigo diretor executivo do Unicef garantia que a amamentação exclusiva até os seis meses e continuada por pelo menos doi anos evitaria a morte de cerca de um milhão de crianças, todos os anos, no mundo.

    O Brasil teve um avanço, mas que, infelizmente, pelo que estamos constatando, está regredindo, novamente, devido às pressões conservadoras… hummm longa história que vai virar post, quando escrever, te aviso…

    Um grande abraço e parabéns pelo seu blog (vou linkar lá no meu, OK?)

  2. Direitos humanos, progresso da mulher, requisitos sociais para um desenvolvimento econômico auto-sustentado, superação dos preconceitos, educação moral das crianças, alfabetização, cuidados básicos de saúde e uma infinidade de outras considerações vitais exigem a defesa urgente de organizações apoiadas por um número crescente de pessoas em todas as partes do globo.

    (Bahá’í International Community, A prosperidade da humanidade)


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado