Hoje vamos falar de felicidade

Vamos falar de felicidadeVamos falar de felicidade. Nada mais controvertido e mais objeto de assunto, de estilo de vida, de pensamentos e filosofias que a tal felicidade. Na poesia a felicidade é tema recorrente. Na literatura, também. As religiões também nos falam de uma outra felicidade, mais etérea, impalpável, mas nem por isso menos importante: a felicidade da paz consigo, com o semelhante e com Deus. Mas o que é a felicidade que tanto almejamos? Para muitos é a eterna busca do que não se tem. Coisas como riqueza, saúde, juventude. E se passa sempre pela tirania da ansiedade: tanto a ser feito e tão pouco tempo para fazer. Ochiano Biano, o índio pueblo, foi enfático quando na década de 1910 disse a Jung, o famoso discípulo de Freud: “Os homens brancos são loucos. São loucos porque estão sempre procurando ter o que não tem. Como nunca conseguirão tudo o que desejam, terminarão frustrados e verão que suas vidas escorrerão pelos dedos.” Vale lembrar que antes, o mesmo Biano, havia afirmado que “os homens brancos são loucos porque pensam com a cabeça, enquanto seu povo pensava com o coração!” Mário Quintana foi bastante feliz ao discorrer sobre a vida – a matéria prima da felicidade – com estes prosaicos versos: ‘Esta vida é uma estranha hospedaria,/ De onde se parte quase sempre às tontas,/ Pois nunca as nossas malas estão prontas,/ E a nossa conta nunca está em dia.” Pois é; a felicidade ainda dará muito panos para as mangas. Bom mesmo é estar bem consigo, bem com os outros, bem com Deus. E se pensarmos um pouquinho veremos que não é algo tão difícil assim. Feliz Natal.

7 Responses so far.

  1. Dad disse:

    Querido Washington,
    Tenho andado aflita com falta de tempo, pois o coro onde canto, nesta altura do Natal está a cantar diáriamente e portanto não tenho comentado praticamente nada, mas não tenho deixado de ver os excelentes artigos que todos os dias publicas.
    Este escritozinho de hoje, é só para dizer que mesmo que não escreva, estás sempre no meu coração e logo que tenha um pouco mais de tempo vou regressar à minha actividade de comentadora.
    Através do teu blog, tenho conhecido muito do Brasil real e isso é muito importante para mim. Um beijinho para ti e familia,

  2. Alex disse:

    Sr. Tom,

    Estamos no último mês deste ano e a satisfação de ter vencido mais que perdido traz um sentimento de fortificação, renovação e alegria.
    Desejo que este Natal e Novo Ano sejam repletos de saúde e paz para o senhor e toda sua família.
    Obrigado por todas as oportunidades que me deste e por tudo que fazes para os outros.

    Um Abraço,

    Alex

  3. Sabrina Bonzi disse:

    Acho que um dos maiores aprendizados que falta ao homem, hoje em dia, é a de conseguir ser feliz com aquilo que já alcançou e não esperar para ser feliz com o que ainda falta para alcançar.
    Um Feliz Natal!
    Fraternalmente,
    Sabrina Bonzi

  4. Fabricio Mota disse:

    Tom,

    Muitíssimo bem colocado. Reflete, em poucas citações, o comportamento que a nossa sociedade ocidental e materialista assume quanto aos seus anseios e satisfações.

    Apresento-lhe no meu uma reflexão sobre destino. Esteja à vontade para criticar.

    Um abraço e Feliz Natal.

  5. Geraldo, Monte Alegre de Sergipe disse:

    Adorei o comentário sobre a felicidade, sempre estamos ansioso pensando em adquirir aquilo que não temos, o indio tem razão, somos loucos.

    FELIZ NATAL

  6. Marcia Kawabe disse:

    Washington um excelente Natal pra você e toda sua família .

    abraço

  7. Deto disse:

    Sim, eu penso em ser feliz !
    Ja quiz e tentei ser feliz muitas e muitas vezes, mas enquanto eu tiver uma mesa farta e na hora me lembrar dos que não tem nada, nunca serei feliz !
    O problema é que sempre estou pensando assim !
    Felicidade ?
    Só acredito nela se o meu próximo tambem for !
    Abraços irmão.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado