Como será a África daqui a 10 ou 20 anos?

O que sera a AfricaNão é de hoje que presidentes de países pobres ou mesmo emergentes como o Brasil, pedem que os países ricos abram seus cofres e estendam a mão ao mundo em desenvolvimento. Foi o que fez nos últimos dias o Presidente Lula em sua viagem à África. É um assunto recorrente e a considerar a estagnação das negociações no âmbito da Organização Mundial do Comércio, tudo leva a crer que apelos dessa natureza não encontram ouvidos e nem mesmo eco junto aos sete países mais desenvolvidos do planeta. O ponto é que buscar uma parceria efetiva entre países ricos e pobres vai além de decisões meramente econômicas. Antes, devem passar pela famosa vontade política. E isso requer postura de estadistas, visões mais unificadas sobre a situação mundial, compreensão sobre o destino comum que a espécie humana tem a partilhar. Uma coisa é certa, se pegarmos como exemplo a situação de diversos países africanos, com a miséria crônica, com o avanço de epidemias e a ineficácia de ações governamentais para estancar os bolsões de fome, o que será a África daqui a 10 ou 20 anos? Um bom começo é ter na agenda a questão agrícola, parar de lutar pelo protecionismo de produtos agrícolas (algo tão em voga entre os que detêm os mais fantásticos resultados econômicos do planeta). Temos uma responsabilidade histórica que não pode ser negligenciada. Populações inteiras não podem continuar sendo discriminadas e negligenciadas quando se busca desenhar uma nova geopolítica mundial. Voltaremos ao tema.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado