Guerra não declarada no Brasil

Guerra nao declarada no BrasilO Brasil contabiliza cerca de 30 homicídios para cada 100 mil habitantes ante a média mundial de 5. O resultado anual de homicídios pode ser comparado ao número de vítimas de uma guerra civil. Em 2001, foram notificados 1 milhão de crimes contra o patrimônio na cidade de São Paulo, sem considerar aqueles que não tiveram o registro da ocorrência nas Polícias Civil e Militar, e que são a maioria, de acordo com pesquisa do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), da Presidência da República, em parceria com a Universidade São Paulo (USP). A segurança deve ser considerada um direito de cidadania, pois significa liberdade (que é o respeito ao indivíduo) e ordem (que é o respeito às leis e ao patrimônio). Ambos são fundamentais para o desenvolvimento econômico e social. Estudos da Fundação Getulio Vargas (FGV) e do Banco Interamericano de Desenvolvimento estimam que os custos da violência atingem 10% do PIB, algo em torno de R$ 130 bilhões. Há que se destacar que o tipo de violência urbana que se presencia no Brasil é fundamentado no crime organizado, que é a pior de todas, pois cria um poder paralelo. Para o Estado, a violência urbana também representa dispêndios significativos. São retirados recursos da saúde, da educação e do saneamento básico para financiar a infra-estrutura penitenciária, os serviços de apoio às vitimas etc. O Estado também perde com o abalo na confiança da população em suas instituições. Enfim, um basta à violência exige de cada um de nós, governos e governados, uma nova concepção sobre a vida em sociedade e os gritantes desequilíbrios entre riqueza e pobreza no país.

One Response so far.

  1. nicacio da silva disse:

    Parabéns, pelo artigo ora exposto. Voce tem razão quando fala que todos nós temos que participar e colaborar quanto a responsabilidade de ordem e cidadania. Estarei usando seu trabalho em minha cronica desta semana. um abraço do amigo indio Nicacio da Silva


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado