Racismo n o Em Salvador, já apartir deste mês de fevereiro, as ações para combater as agressões contra os jovens negros devem ganhar mais planejamento com a inauguração do Escritório Garantia de Direitos da Juventude Negra. A iniciativa de criação do escritório é do Centro de Estudos Afro-Orientais da Universidade Federal da Bahia e da Unicef. A expectativa é que o escritório seja uma referência no atendimento a casos de violência doméstica e urbana, homofobia, discriminação, racismo e intolerância religiosa. Nele, as vítimas dessas práticas serão atendidas e poderão ser encaminhadas a órgãos e instituições do Sistema de Garantia de Direitos Infanto-Juvenis. No local, também serão realizados oficinas, palestras e debates voltados a diferentes públicos. O escritório ainda buscará ampliar o acesso da juventude negra a espaços culturais de Salvador, como teatro, museus, cinemas e bibliotecas. Que esta iniciativa, muito oportuna, por sinal, possa ser seguida por outras instituições de ensino superior de todo o Brasil. Afinal, trabalhar contra qualquer forma de violência é defender os direitos fundamentais da pessoas humana.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado