Celulares que explodem… todo cuidado é pouco!

Celulares que explodemUma estudante de 34 anos sofreu queimaduras e ferimentos nas coxas e no antebraço após um aparelho de celular explodir em seu colo. O acidente, o quinto caso suspeito neste ano, aconteceu no domingo, dentro do carro da vítima, em Formosa (GO). A estudante foi internada no Hospital Regional da Asa Norte, em Brasília. Segundo sua família, ela foi submetida a uma cirurgia de três horas e terá de fazer cirurgia plástica depois que melhorar. O celular que explodiu, segundo a família, é da Motorola. Procurada, a empresa informou não ter dados para poder comentar o caso. A vítima não quis falar com a imprensa, e a família pediu que seu nome não fosse divulgado. Moradora de Planaltina (DF), a estudante chegava a Formosa no momento do incidente. Segundo uma tia da estudante, quando estava quase no local do encontro a vítima parou o carro, um Gol vermelho, numa estrada de terra para ir ao banheiro. Desligou o celular em que falava com o marido e o colocou no colo, onde já estava um outro aparelho. Nesse momento, o aparelho explodiu. De acordo com a tia, o celular em que a estudante falava, da marca Motorola, foi o que explodiu. A explosão teria provocado uma reação em cadeia, e o outro celular, da marca Nokia, também explodiu, segundo o relato da tia, que esteve no hospital para visitar a vítima e falou com ela. Faço aqui este comentário para chamar a atenção dos viciados em celulares que até mesmo uma ligação de um celular para outro pode ser fatal. Afinal, a maior questão de direito, é o de preservar a vida livre de qualquer perigo.

2 Responses so far.

  1. bruxxa disse:

    Qualquer coisa exagerada faz mal, em maioria conhecemos o dito popular: “a diferença entre o remédio e o veneno é a dose”, por isso não vamos deixar de usufruir desta tecnologia, porém devemos procurar respostas para estes incidentes através das empresas, não para encontramos alvos para nossa ira, ou culpados se algum dia ocorrerconosco, mas no âmbito de melhor, mais seguramente, usá-los.
    Camila

  2. Ivo Samel disse:

    Temo e muito o mal que a radiação não ionizante pode causar no nosso organismo daqui 10 ou 20 anos. Quem poderia avaliar isto sem interferência das grandes empresas que produzem celulares ?
    Ivo Samel


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado