Ciberpirataria, devemos ser engenhosos para combatê-la!

ciberpiratariaA agência noticiosa espanhola Efe, publica que o britânico Gary McKinnon, conhecido como “Solo” e considerado o autor do maior ato de ciberpirataria nos computadores do Governo americano, poderá ser extraditado para os Estados Unidos. O britânico, de 40 anos, teria invadido os computadores da Agência Espacial Americana (Nasa), do Exército, da Marinha, do Departamento de Defesa e da Força Aérea dos EUA, entre fevereiro de 2001 e março de 2002. Aparentemente, McKinnon apagou arquivos importantes e copiou um documento com nomes de usuários. Segundo o britânico, seu objetivo era buscar informação secreta sobre a existência de objetos voadores não identificados (Ovnis). Segundo as autoridades americanas, “Solo” invadiu 97 computadores do Governo dos EUA ilegalmente. Após conhecer o veredicto, a advogada de McKinnon, Karen Todner, ficou decepcionada com a decisão do juiz e garantiu que seu cliente apelará se sua extradição for autorizada. Em declarações à imprensa, “Solo” lamentou hoje ter invadido os computadores do Governo, mas disse que ficou surpreso com a falta de segurança do sistema. E é a assim que a história avança, a internet que tanto pode ajudar a unir povos, pessoas, nações, pode também ser usada para objetivos menos nobres, como facilitar fraudes e causar prejuízos a milhares de pessoas, colocando inclusive a segurança pública em risco. Mas, se somos engenhosos para criar meios de integração devemos ser engenhosos também para criar meios que evitem o o seu mau uso. Não existe nada mais vital hoje em dia que o estabelecimento de um estado de direito, de uma justiça que possa alcançar a todos. Igualmente.

One Response so far.

  1. Renê Couto disse:

    Olá Tom,
    voltei para comentar de novo!

    Sempre me interessei sobre esse assunto de invasão, vírus e etc. Acreditava que se aprendesse como funciona todo esse sistema, poderia criar uma forma de extingui-la. Mas com o tempo, fui perceber que esta não é a minha praia! Aparentemente é muito mais fácil conseguir o que quer sendo desonesto! Mas quando você é a vitima, sua forma de pensar muda!
    Já invadiram a conta do meu pai duas vezes, e transferiram todo dinheiro. Claro que o banco arco o prejuízo, mas agora sabemos que mexer com contas bancarias via internet não é tão seguro. Tenho amigos que dão um show de bola quando o assunto é cyberpirataria. Infelizmente a tentação é grande para eles(hackers). A maioria não tem motivação política, ou intenção de prejudicar. Só querem saber do que são capazes, como os adolescentes com o carro do papai! E a maioria, também não tem nível superior, e as vezes não tem nem segundo grau completo! Passam maior parte do tempo descobrindo e criando meios de invasão, meios de descobrir senhas e etc. Eles precisam é de incentivo e apoio para ser os “engenheiros” dos quais você coloca no tópico! Pois capacidade com certeza falta.
    E o que é preocupante é que em meio essa “guerra ao terrorismo”, algum órgão militar ou governo como o dos Estados Unidos, “por exemplo”, utilize dessas “invasões” como desculpa para propor ações de governo com fins INCONFESSÁVEIS, que já estamos cansados de presenciar.

    Um grande e forte abraço,
    do Brou!

    http://www.renecouto.blogspot.com


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado