Educar filhos: missão impossível?

Educar missao impossivelTenho quatro filhos. Três estão no Brasil e estão na faixa etária dos 8 aos 18 anos. Um está em Haifa, Israel, passando um ano. Embora Israel seja palco de mais um conflito armado, ainda tenho mais preocupações com os que estão aqui no Brasil. A violência nossa de cada dia não dá trégua para uma paz nossa de cada dia. Os perigos das drogas, da violência urbana, da decadência e mesmo prostituição das artes me apavoram. Além disso, estou sempre pensando se como pai os ajudo a ser cidadãos, a se preocuparem com o bem-estar da sociedade, a usarem melhor o livre-arbítrio ou se estou, com minha mulher (que é quem faz quase tudo na educação das crianças), contribuindo para serem consumidores. A cada dia uma novidade eletrônica, um novo celular, uma nova série em DVD. Ao irmos ao cinema, os gêneros mais representativos são aqueles dos filmes de terror, de guerra, suspense, que usam e abusam da violência, uma violência que parece estar inoculada no DNA da sétima arte. Conheço pais como a gente que passam pelo mesmo problema. O que educamos em casa quanto a valores humanos, a televisão rapidamente destrói com programas apelativos, novelas retratando situações realmente bem pouco familiares… (e olha que não me considero puritano de carteirinha). Somente um choque de valores humanos, começando pelas diversas mídias, poderá colocar, o trem das famílias nos trilhos. Cuidar dos filhos, mantê-los saudáveis, física e psicologicamente é e sempre foi uma grave questão de direito.

2 Responses so far.

  1. “Quem tem filhos, tem cadilhos. Quem não os tem, cadilhos tem.” – Provérbio português.

  2. Como tornar seus filhos, crianças ou já adolescentes, líderes de suas vidas:

    http://violada_mas_nao_vencida.blogs.sapo.pt/77578.html


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado