Cad  a s ndrome de Down que estava aqu    O Gato comeu   Um livro que merece ser lido em meio a tantos títulos como Harry Potter e suas peripécias ou a outros que ensinam a chamar seu chefe de idiota, gostaria de recomendar hoje a leitura do livro de Elizabeth Tunes e Danezy Piantino. Se chama “Cadê a síndrome de Down que estava aqui? O Gato comeu…”. Foi publicado com o apoio da FADF (Fundação de Apoio à Pesquisa do DF) Esse livro comove e ensina. Trata de uma mãe valorosa como Lurdinha cujo filho nasceu com síndrome de down. Mas ela não fica se queixando ou desesperada. Parte para a luta, e ela mesmo diz que a desesperança se instala porque todos “tem em mente o estereótipo da pessoa com síndrome de down de vinte anos atrás”. Concordo com outras mães na mesma situação quando afirmam que não se trata de um livro para ser lido apenas por mães e educadores que estejam voltados para essa síndrome mas para todas as pessoas que se propõem fazer de seus filhos pessoas felizes, realizadas e empreendedoras. Uma coisa surpreendente é que o livro foi indicado para o “Prêmio Jabuti” e só o fato de ter sido indicado já revela o valor do livro. Que possamos mudar esses estereótipos e compreender que essas crianças merecem uma porção especial de nosso amor e de nosso respeito. Para chover no molhado, elas são gente como a gente, nem mais nem menos.

3 Responses so far.

  1. Elcyd disse:

    Fico com pena de não ter acesso a este livro, ou ainda não.
    O mais provável que ele nem chegue às prateleiras das livrarias portuguesas.
    Vamos torcer que chegue.
    Abraço

  2. eliana sass disse:

    Conte-me um pouco de sua experiência, sou estudante em Pós Graduação em Educação Especial de Jaboticabal. Temos que apresentar um TCC, e gostaria muito de ouvir suas experiências.

    Abraços

    Eliana

  3. Telma disse:

    Fiquei muito interessada por este livro, pois acredito que ele irá acrescentar como conteúdo na elaboração do meu TCC.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado