Horrores da 2a. Guerra Mundial continuam aparecendo

Horrores da 2a  Guerra Mundial continuam aparecendoOs horrores praticados durante a Segunda Guerra Mundial parecem não ter fim. Já não bastassem a farta documentação das experiências ditas genéticas do nazista Joseph Mengeli e as contundentes provas dos campos de extermínio em Auschwitz, Dachau e Sobidor, onde foram extemrinados milhões de judeus, a humanidade toma conhecimento agora, neste mês de outubro de 2006, que durante a ocupação da Polônia, os invasores nazistas usaram “substâncias” dos corpos de prisioneiros dos campos de concentração para fabricar sabão. Esta atrocidade foi revelada nos últimos dias por um estudo realizado pelo Instituto de Memória Nacional (IPN). Paulina Szumera, funcionária do IPN afirmou que “nós concluímos que, sem sombra de dúvida, o sabão foi produzido usando substâncias obtidas de corpos humanos no instituto de anatomia da Academia Médica de Gdansk, chefiada pelo professor Rudolf Spanner”. Existem cicatrizes que não podem ser removidas tão facilmente. É quando perdemos o senso de humanidade, afinal, é o senso que humanidade que nos torna superiores às demais formas de vida. Estaremos atualmente criando condições para evitar novos conflitos mundiais? Ou teremos que aprender através de uma nova rodada de horrores inimagináveis?

7 Responses so far.

  1. EDILCA disse:

    OS JUDEUS DESDE A IDADE ANTIGA PASSARAM POR VARIOS CONFRONTOS, MAS NENHUM DELES FOI TÃO CRUEL COMO A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL.

  2. Karol e Jéssica disse:

    Perda de tempo!

  3. Karol e Jéssica disse:

    Horrores

  4. André Matias disse:

    Eu so du BOPE

    Faca na cavera e nada na carteira!!

    Acabo com os cafetão de puta

    Bando de maconheiro filho da puta!!!

    BOPE VAI TE PEGA

  5. RAIANE disse:

    EU ACHO QUE DEVERIAL PUNIR ESSAS PESSOAS

  6. silva disse:

    nao foi so um conflito
    mais uma crueldade.

  7. rosy lima disse:

    fala seriioooo..uma injustica a segunda guerra


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado