O Orkut est  de luto V o 1907O orkut.com está de luto pelas vítimas do vôo 1907.” Ao lado do recado, uma faixa negra decreta luto por tempo indeterminado no maior site de relacionamentos da internet. Desde 29 de setembro, quando o avião Boeing 737-800 da Gol ainda era tido como desaparecido, usuários do Orkut criaram dezenas de comunidades sobre o caso. Nesta semana, o site resolveu oficializar o luto em sua páginas principal, colocando também links para algumas comunidades. No início das manifestações, os fóruns pipocaram como forma de troca de dados. A partir do momento em que se soube da queda e das chances mínimas de haver sobreviventes, os usuários empregam o espaço para lamentar o ocorrido. O site de relacionamentos faz parte da empresa norte-americana Google. No Brasil, o Orkut é pressionado pelo Ministério Público Federal por não revelar a identidade de usuários ligados a crimes de pedofilia, homofobia e racismo. Uma tecnologia em si não pode ser, de forma simplista, ser considera positiva ou negativa, pacífica ou destruidora. Tudo depende do uso que se faz desta ou daquela tecnologia. É, portanto, positivo, que o Orkut encoraje e estimule sentimentos tão humanos quanto necessários como solidariedade e compaixão. Ponto para o Orkut, que tanto já criticamos aqui neste espaço, mas que é hora de parabenizar!

One Response so far.

  1. Silva disse:

    Olá amigo, vim aqui para deixa o link onde estão todas as obras do Cientista Herbert Alexandre Galdino Pereira da área de Eletromagnetismo Aplicado e Aviónica. Ele é autor da Teoria do Triângulo das Bermudas, Teoria dos Celulares e Eletricidade Estática, e Orientação aos Aviadores Brasileiros ao voarem a Serra do Cachimbo, em Mato Grosso, pois existe campo Magnético na área do Brasil (relaciona-se ao vôo 1907). Entre outras obras.
    Deixo o Link aqui em baixo para Leitura e Downloads das Obras deles.

    http://www.scribd.com/people/documents/13555060-fuma-a

    Um abraço.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado