Natal, para uns e para outros

DuasCenas

Tenho recebido tantas mensagens de Natal, tantos votos de feliz 2007 e tantos powerpoints – belíssimos – falando sobre o próximo dia 25 que resolvi colocar neste blog algumas reflexões, assim saídas do forno, mas expressando minhas sensações ao recebimento de cada nova mensagem. Como não posso responder a todos que acessam o blog, individualmente, desejo-lhes do fundo de meu coração um Natal maravilhoso e um 2007 estupendo!

Para uns
um dia que evoca lembranças intermináveis de dias felizes
um dia especial, de receber e dar presentes
um dia em que o amai-vos uns aos outros faz todo sentido
um dia para se passar em família ou com os amigos
um dia para se repensar no ano que está para acabar
um dia para passear pela cidade vestida em noite de gala
um dia para receber e enviar mensagens de amor fraterno
um dia que tem tudo para um dia qualquer, mas não o é
um dia de se lembrar da primeira bicicleta ou da boneca que fala
um dia de se passar na cabeceira de alguém amado ou amada
um dia de se festejar, abraçar, beijar, dançar, compor, pintar
um dia de participar da ceia farta pouco antes da meia-noite
um dia que passa muito depressa

Para outros
um dia em que os abraços serão mais formais, protocolares
um dia enevoado pelas lágrimas derramadas
um dia em que a condição humana parece pesar mais que o usual
um dia em que se passa fome e se passa frio
um dia em que a compaixão parece estar em alto relêvo
um dia a mais para dormir em um banco de praça
um dia para fazer cara de paisagem ante a dor alheia
um dia em que a tristeza ganha de goleada da alegria
um dia para repartir o dinheiro recebido nas caixinhas do dia
um dia para pensar na ceia que não será servida à meia-noite
um dia de se contar nos dedos quantos amigos irão nos ligar
um dia de se adormecer sem saber porque deve acordar
um dia que demora muito a passar

Mas o Natal
pode ser um pouco de tudo isso ou nada disso tudo
pode fazer renascer em nós um novo sentido para a vida
pode ser um lembrete enérgico para que sejamos mais solidários
pode ser um dia em que lembramos que há 2.000 anos…
…nasceu em Belém… uma criança.

One Response so far.

  1. teresa cristina maia motta disse:

    Tom querido,

    Li o texto sobre o natal e lembrei da necessidade que temos de conservar nossa criança interior. Para alguns é durante o natal que ela se manifesta, com lembranças alegre ou tristes. As vezes nesse momento acontece a magia…… as luzes do caminho da individuaçao se acendem.
    feliz 2007 para todos voces,
    teresa


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado