Suplicando que uma chuva de perdão salve as amizades

Chuva para salvar as amizadesO que fazemos quando descobrimos que uma amizade antiga não tem mais como continuar? Que era como um jarro de cristal que terminou, por descuido, ficando trincado? Existem amizades e amizades. Algumas são frondosas como as mangueiras de Belém do Pará, outras são como pequenos arbustos. As duas crescem no coração dos que amam. O triste é ver que de repente nos damos conta que a tal amizade não vingou, embora tenhamos a impressão de que em um tempo foi um arbusto que cultivamos com carinho e dedicação e em outro tempo foi a tal mangueira nos dando uma boa sombra e alguns bons frutos. Houve um tempo em que os dedos das mãos eram insuficientes para contar o número de meus amigos e amigas. Mas parece que esse tempo passou e já não posso contá-los nos dedos de uma única mão. Isso, por mais que minha memória dê cambalhotas e se contorça até não mais poder tentando nomear este ou esta, aquele ou aquela como amigo ou amiga. Sente-se então o travo amargo na boca. As memórias sempre existirão de dias mais felizes, mas já não se encontra a sombra nem o fruto e nem o sinal do promissor arbusto. E pensar que um dia não hesitaria em dar minha vida por este ou aquele amigo ou amiga. E coração passa a doer uma dor sem nome, mas uma dor persistente. Não existe superbonder para colar o que de trincado começa a se espatifar. Mas resta perdoar a mim e aos demais. E se olha para o céu suplicando a Deus uma chuva pesada de perdão. Inundando corações, mentes e memórias.

3 Responses so far.

  1. Sidneia disse:

    Muito lindo! Como sempre, com profunda admiração e carinho…

  2. abadia7 disse:

    Olá…
    Brutal!
    Sei o que é perder uma amiga. Sim…durante vinte aos tive uma amiga.
    Um dia descobri que tinhamos seguidos atalhos diferentes…
    E à um ano que não nos falamos. Não discutimos, não brigámos. Silmplesmete uma faca continua espetada nas minhas costas!
    Mas tenho a certeza que Deus nos vai voltar a colocar noi mesmo caminho.
    Assim como sei que nunca mais vou ter outra amiga assim. E ela também sabe isso.
    É triste…a dor é insuportável…mas com o tempo alivia.
    Não passa… dói menos!
    abadia7

  3. Elaine disse:

    deveras, na vida vamos passando e muitos passam por nós, em alguns momentos por descuido, passam direto ou passam de vez e chega uma hora que o coração chora, dói, não ter amigos, dói não poder contá-los ao menos na palma de uma mão, mas podemos aprender a conviver conosco mesmos, ninguém vive osinho, mas ninguém vive com outro de verdade se não conhece a si mesmo, para qualquer tipo de troca. Não se precipite, você está só, hoje, sozinho não, em algum lugar alguém pensa em você, alguém também sofre pelas lembranças que já não podem mais ser revividas, mas está ai o poder da saudade…é real porque já não existe…chegou a hora de conquistar o NOVO.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado