Irã: Crianças e jovens bahá´ís indefesas

Crian as e jovens bah   s indefesas

Infelizmente o Irã não está na mídia unicamente pelo caso do enriquecimento de urânio ou pela prisão e libertação dos 15 marinheiros britânicos. Uma outra situação é estarrecedora. Estudantes bahá´ís em escolas primárias e secundárias em todo o Irã estão sendo cada vez importunadas e vilipendiadas, e retidas em sala de aula  para serem maltratadas, de acordo relatórios recentes vindos daquele país.  Durante um período de 30 dias, de meados de janeiro e meados de fevereiro, cerca de 150 incidentes com  insultos, maus tratos e até violência física de parte de autoridades escolares contra pequenos estudantes bahá´ís foram relatados como tendo ocorrido em pelo menos 10 cidades iranianas. “Esses novos relatos, dão conta de que os membros mais vulneráveis da comunidade bahá´í iraniana – crianças e pré-jovens — estão sendo injuriados, maltratados e, em um caso, uma das crianças teve os olhos vendados e foi surrada, em uma seqüência de ações alarmantes”, disse a sra. Bani Dugal, a principal representante da Comunidade Internacional Bahá´í junto às Nações Unidas. 

One Response so far.

  1. Flávio Braga Prieto da Silva disse:

    “Mundo: Bomba atômica – será este o único perigo que vem do Irã?”

    Fico surpreso, na hora em que nações hegemônicas do mundo (EUA e seus aliados) tentam arranjar um pretexto para invadir ou bombardear o Irã – cujo direito ao uso de energia nuclear é tão legítimo quanto o que tem qualquer país do mundo – e mesmo a posse de armas nucleares, em um mundo onde vários países ricos detêm tal meio, nesse exato momento vem alguém criticar o Irã por outras razões, tidas como ‘adicionais’ para se execrar aquele país e seu governo. Sem desmerecer a denúncia, que deve ser analisada pela comunidade internacional e melhor conhecidos os seus detalhes, não vejo esse como o momento apropriado pra se fazer carga contra o Irã. Se é pra desarmar, tem que desarmar todo mundo … e não só os países que agora tentam se apropriar dos meios nucleares. Senão, fica exatamente como os grandes e poderosos do mundo querem: só eles têm armas poderosas e podem ameaçar o resto do mundo com seu poder.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado