Meta: um professor para cada grupo de 18 alunos

18 alunos para 1 professor

Notícia quentinha. O Ministério da Educação do Brasil (MEC) quer dobrar número de alunos por professor nas federais. Ou seja, terá como meta a ser acompanhada que em um prazo de dez anos, as universidades federais formem em torno de 90% dos estudantes que ingressam em seus cursos e tenham pelo menos 18 alunos para cada professor em atividade. A média de alunos por professor contabilizados hoje é de nove por um. As metas deverão ser estabelecidas em um decreto a ser publicado nas próximas semanas como parte do PDE (Plano de Desenvolvimento da Educação). Hoje, as federais formam cerca de 70% dos alunos que ingressam a cada ano. A relação aluno-professor é ainda mais distante da meta: na graduação, são apenas nove alunos para cada docente. É justamente nesse ponto que está a maior distância entre a proposta do ministério e a alternativa apresentada pela Andifes. Aos poucos podemos perceber algo de novo no horizonte da educação superior no Brasil. Como diria Nietszche “as grandes revoluções começam com pés de pombos”.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado