Colombo nao deveria ter chegado aquiOutro dia dei de cara com um índio nas ruas de Brasília. Lembrei logo do Galdino, o índio pataxó que foi incendiado em uma parada de ônibus dessa mesma Brasília há poucos anos atrás. Estive no tribunal do Júri. Os réus eram todos de famílias ricas, alguns parentes de juízes e desembargadores. Eles alegavam naquela solenidade judiciária que não pensavam que o “objeto de sua brincadeira” fosse um índio “mas sim, um mendigo”. Ah, então, por essa ótica – sempre muito perversa e cruel – tocar fogo em mendigo pode, po que não se pode é encendiar um índio até à morte?! Nossos olhares se encontram e sinto 500 anos de profunda dor e solidão de espírito: o que temos feito com os sobreviventes indígenas em nosso decantado Novo Mundo? Penso então que teria sido melhor para ele – e para nós – que Cristóvão Colombo (foto de seu túmulo) não tivesse aqui chegado em 1492. Talvez a história tivesse tomado um outro rumo. Apresso o passo mas deixo no ar inquietações que me perturbam: porque temos causado tanto mal a esses povos indígenas, verdadeiros mendigos da esperança?


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado