Jogos ParaPan 2007: cadê a mídia?

Os jogos ParaPan 2007, como foram chamados, reuniu no Rio de Janeiro milhares de atletas portadores de algum tipo de deficiência física. Cada competição terminou sendo sempre uma lição de vida. Ver atletas com deficiência visual ganhar a maratona, com olhos vendados, impulsionados pelo idealismo e o puro instinto muito me emocionava. Os jogos dos cadeirantes, aqueles atletas que disputam partidas auxiliados por cadeiras de rodas também era algo de tirar o fôlego. Senti falta apenas de uma coisa, algo que marcou decisiva e fortemente os Jogos PanAmericanos de 2007. E foi a ausência da grande mídia, dos canais de televisão, das capas das revistas semanais, dos cadernos de jornais impressos que tanto enfocaram o Pan dos “sem deficiência”. Foi lamentável a pouca cobertura da mídia aos ParaPan 2007. E SAE existiram heróis nos últimos meses no Brasil, esses se encontravam às dezenas nos ParaPan. Aqueles atletas batiam seus recordes de sobrevivência e desfraldavam bandeiras de dignidade, perseverança e confiança no futuro. A vocês o meu comovido abraço. 

3 Responses so far.

  1. Rita disse:

    Caríssima amiga a mídia não se interessa pelo esporte em si, o objetivo principal da divulgação dos campeonatos Pan Americanos é a promoção ou divulgação de alguma marca ou algo de interesse comercial. Por tanto não interessam a eles os jogos que envolvem uma camada da sociedade que infelizmente não recebe grandes promoções de marcas famosas.
    Na minha opinião, perdem muito as grandes marcas e a mídia, pois considero o mercado voltado aos “deficientes” um mercado promissor que deve ser levado em consideração por serem portadores de necessidades específicas e por isso havendo um bom marketing que promova produtos e serviços específicos para este nicho de mercado elevam a competitividades das marcas e midia que se interessarem.
    Nosso país assim como o resto do mundo ainda não está evoluído o bastante para acessibilidade a todos os tipos de pessoas ou seres.

  2. Rita disse:

    Estava a responder uma mensagem de e-mail de uma amiga que leu o presente artigo e me mandou um e-mail. Ela sempre passeia por este blog e sempre que podemos comentamos os assuntos do Jornalista Washington Araújo. Acabei por engano ao enviar a mensagem postar em forma de comentario.
    Peço desculpas aos leitores e ao Jornalista pelo uso do feminino.

  3. Marcelo disse:

    O descaso não foi só da mídia. Foi também do próprio comitê organizador. Durante o Pan tentei comprar ingressos para o ParaPan e não conseguia informações. Mandei um email para a organização e não houve resposta. Há menos de uma semana do início dos jogos é que soube que seriam gratuitos. A programação dos jogos no site oficial só foi disponibilizada na véspera da cerimônia de abertura. A cerimônia de encerramento, programada para a arena multiuso, aconteceu em uma tenda na vila parapanamericana fechada para o público e mesmo dos voluntários que trabalharam na organização dos jogos. Somente uma semana antes dos jogos é que foi assinado contrato de patrocínio exclusivo com a Caixa Econômica Federal. Precisa mais!?


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado