Mandrake!

MandrakeHá sempre o chamado e o Chamado. Um nos faz correr para o desafio, para superar o que julgamo-nos incapaz de fazer. Outro nos fala o que queremos ouvir, que nos acomoda e deixa-nos com  aquela leve impressão de que os dias continuarão se sucedendo com ou sem a nossa participação. Há o chamado para ficar o Chamado para seguir. Continuar com o forte desejo de ter ficado ali, parado, inerte, como aquele amigo de infância que ao dizer a palavra mágica do “Mandrake!” logo éramos congelados no tempo, sem movimento, sem reação qualquer. Mas não podemos esquecer que por trás desse conhecimento de tudo e de todos, quando parece que dominamos a cena urbana há sempre um coração a ser aquecido, um vazio a ser preenchido de sonhos e novas cargas de esperança. Decidir a qual chamado ouvir, seguir, atender. Tudo se resume apenas a isso. Decidir.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado