Justiça, breves reflexões

justica1Pois bem, um ministro de um tribunal superior, gente boníssima, afável, amistosa me explicava que o direito era algo mais que o torto. Dizia que a luta pelo direito era menos que a luta pela justiça. Falava-me dos diversos tipos de direito. Entre definições de palavras, esclarecimentos sobre conceitos, me dei conta que não existe nada de mais importante, de mais amado que a justiça. E caí em uma profunda reflexão sobre a causa das crises que vem ocorrendo nos Estados Unidos, no Brasil, na Bolívia, na Rússia, Alemanha e na França têm algo em comum. Sua raiz é o reconhecimento, ainda que parcial, de que temos um mundo construído sobre fortes injustiças. Injustiças étnicas, raciais, sociais. Injustiças contra mulheres, contra crianças, contra populações rurais. É sempre uma missão digna de filme de Hollywood pensar em como estabelecer no mundo o primado, o império da justiça. Sem justiça não há escapatória como sem água não existe oceano.  

 


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado