70 toneladas de carneCompanhia da Califórnia retirou do mercado mais de 70 milhões de kg de carne, depois que foi constatada uma violação das normas de inspeção, na maior medida deste tipo na história, informou o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos. Mas é curioso destacar que essas mesmas autoridades afirmaram que os riscos são muito pequenos para a saúde caso a carne seja consumida. A companhia Hallmark/Westland Meat Packing, de Chino, Califórnia, retirou voluntariamente a carne do mercado, depois que o Serviço de Inspeção de Segurança de Alimentos (FSIS) determinou que seu gado “não recebeu uma inspeção completa e adequada”. As normas federais norte-americanas proíbem o sacrifício dos animais que não podem caminhar, como medida de precaução contra o mal da vaca louca. A Hallmark/Westland foi suspensa pelo Serviço de Inspeção de Segurança de Alimentos e o governo federal cancelou os contratos de alimentos e nutrição com a empresa. Imaginemos, ouvintes, a trabalheira que está sendo retirar tantos milhões de quilos de carne dos açougues, supermercados etc de todo o país! Mas que é um bom exemplo de preocupação de um governo com a saúde pública, ah, isto é! 

One Response so far.

  1. Ana Nélo disse:

    Caro Tom!
    Será que podemos dizer que temos saúde pública no Brasil?! Se há eu desconheço. No tocante a carne Brasileira foi ao “ar – mídia” devido a reclamação internacional, sendo que esta exige muito rigor. Os exportadores nacionais não obedeceram. De tudo isto ficou para mim a seguinte questão? Qual é a porcaria que comemos? Quantos açougues clandestinos vendem para grandes redes de supermecados e outros canais de de distribuição? O que é confiável neste País?


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado