desemprego no mundo emFalemos hoje da dor mundial. Fala-se muito do PIB mundial. Discorre-se em palestras acadêmicas dos avanços científicos. Propaga-se como fogo em um celeiro das comodidades dos modernos meios de comunicação, computadores e celulares de última geração, apenas para mencionar dois exemplos tão corriqueiros. Mas em meio a tudo isso porque não falarmos que nessa aparente situação de bem-estar planetário, existe uma imensa dor em todo o mundo? Peguemos os países mais ricos. Será que a riqueza desses encontra-se acessível a todos, todos os seus cidadãos. Vejamos a situação das desigualdades sociais: Se em 1960, 20% dos mais ricos tinham 30 vezes mais recursos que os 20% mais pobres do mundo, agora, em 2007, esses mesmos 20% mais ricos já dispõem de riquezas superiores a 82% de tudo o que possuem os 20% mais pobres do mundo. Ou seja, a desigualdade entre riqueza e pobreza cresceu de forma quase astronômica. Na Europa vivem hoje 18 milhões de seres humanos desempregados. No mundo, os desempregados já ultrapassam a casa do 1 bilhão. E estou citando apenas fontes oficiais da própria ONU, a Organização das Nações Unidas. Esta é a foto atual que retirei dos jornais e telejornais, do que escuto nos noticiários das rádios e encontro em documentos de instituições sérias que pesquisam a condição do mundo. Será possível dormir… com um barulho desses?


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado