UNB 2008 a crise chegouA situação da Universidade de Brasília, a UNB, torna-se insustentável. Mais que assunto acadêmico, ali o assunto é de natureza policial. Verbas para a saúde dos nossos nobres povos indígenas terminaram sendo usados para coisas supérfluas, triviais, como compra de árvores de Natal, viagens de turismo dessa ou daquela autoridade acadêmica. Pesquisas acadêmicas deixaram de ser feitas para que imóveis de luxo fossem mobiliados, decorados. Inquéritos foram instaurados. Alunos tomaram o prédio da reitoria. A cada dia, uma nova denúncia. Como dizia Tânia Montoro, doutora em jornalismo, “os tempos do obscurantismo voltaram com toda a força”. E pensar que essa Universidade foi talvez o maior legado deixado pelo saudoso antropólogo Darcy Ribeiro! Estou prestes a terminar um mestrado na UNB e me sinto constrangido ao ver que professores idôneos, mestres capazes, funcionários exemplares, cumpridores de seus deveres devem estar com o gosto amargo de ver uma instituição tão importante quanto a UNB tenha virado caso de polícia. Existem momentos em que um basta precisa ser dito, em alto e bom tom.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado