Mídia pode servir ao estabelecimento da paz mundial

Midia e guerraO papel da mídia cresce e é perceptível a olho nu. Assim como em meados dos anos de 1960, o Vietnã chocou o mundo  com as sinistras imagens transmitidas pela TV de crianças correndo, nuas, nos vilarejos de Saigon e com os corpos ardendo, em chamas, com o mal-afamado agente laranja. Não podemos deixar de chamar a atenção que essas imagens foram decisivas para por um fim a uma guerra que exterminou milhares de jovens soldados. Só dos Estados Unidos, foram mais de 50.000 vítimas. Do Vietnã o número chega às centenas de milhares. Triste época em que a defesa das ideologias políticas eram mais importantes que a manutenção de vidas inocentes! Pois bem, o Conselho de Segurança das Nações Unidas, formado por cinco países permanentes (China, EUA, França, Inglaterra e Rússia) e por 10 outros países não permanentes, há que se chamar a atenção para o entendimento corrente que a televisão de notícias CNN ocupa uma espécie de 11a. vaga dentre os países com assento não permanente. A verdade é que a imprensa, principalmente a televisa, ocupa um crescente protagonismo. É da mídia que a opinião pública se posiciona sobre esta ou aquela decisão do poderoso Conselho de Segurança da ONU. Democratizar o poder decisório dentro desse Conselho é cada vez mais, uma inadiável questão de direito.

One Response so far.

  1. Tiago Carneiro disse:

    Washington Araujo,

    Você é um cidadão do mundo. Grande abraço. Seu trabalho é muito bom!!


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado