Amizades ajudam a manter uma boa saúde?

Leio em uma revista européia que ter amigos ajuda a ter boa saúde física e emocional. Sei não. O jogo de interesses hoje em dia é tão grande que os que se apresentam como amigos têm sempre algo em mira que não poder usufruir desse dom maravilhoso que é se sentir irmanado por laços do coração e não apenas pelos laços sangüíneos. Mas quem vai falar mal da amizade? Seria tão ridículo quanto falar mal do amor, da bondade e do perdão. Acredito sim que ainda vale a pena semear amizades e vez por outra fazer uma faxina naquelas amizades antigas e decaídas que se beneficiam apenas de um passado em que genuína amizade floresceu. Parece algo amargo. Mas não é. O que quero dizer é que as amizade continua sendo a ante-sala do amor e da verdadeira fraternidade. Mas que é um artigo de luxo em tempos escassos em que vivemos, isso é! Ainda há tempo para cultivar belas e nobres amizades. Há que se reservar tempo para tal cultivo. Exige paciência e determinação. Mais paciência que determinação. Como diziam os antigos tempo vale ouro, em consequência, não convêm saber quanto está cotado o grama do ouro nos mercados… Um texto apenas para provocar reflexões.

One Response so far.

  1. SAM disse:

    Os seus textos sobre a amizade são bastante tocantes, meu querido irmão!

    De facto, a relação no continuum entre amizade e o amor é interessante… Há que se pensar sobre o tema.

    Um abraço,


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado