Fechamento das fronteiras

Constata-se que cada vez mais tanto a Europa como os Estados Unidos, principalmente após o 11 de setembro (de 2001), vem criando mecanismos para impedir que os migrantes cheguem aos países ricos. Além de tentar impedir, cresce a tendência de criminalizar os imigrantes, a serem vistos como um perigo do qual os países tem que se defender. Para isto são criados mecanismos cada vez mais agressivos, discriminatórios e que expressam uma onda crescente de xenofobia. A externalização das fronteiras, as patrulhas armadas por terra e no mar, os muros físicos e virtuais e a criação de zonas de trânsito, estão cada vez mais presentes nos países da África e da América Central. Os migrantes devem ser barrados sempre mais longe das fronteiras da Europa e dos Estados Unidos.

Cresce o número de imigrantes mortos

Para citar alguns dados, amplamente divulgados nos debates, mais de 11 mil imigrantesmorreram entre os anos de 1988 e 2007 nas fronteiras que circundam a Europa. Destes, oito mil afogados no mar e 1,5 mil cruzando o deserto do Saara. Somente no ano de 2007 a Espanha repatriou 55.938 imigrantes. Tudo indica que esses números continuarão crescendo, quanto mais se aprovada a Diretiva Européia de Retorno, para não dizer de Expulsão e mas mais conhecida pelos movimentos sociais como Diretiva da Vergonha. Se aprovada, os imigrantes poderão ser detidos até 18 mesesno centro de Internamento e poderão ser expulsos por um simples ato da autoridade administrativa sem um processo judicial; nem as crianças escapam.

One Response so far.

  1. Ana Rosa Mota disse:

    Acho que o problema ñ é a imigração, sim o porquê dela… Pobreza?Sim talvez, mas de onde ou como ela surge???
    Atenciosamente.


ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Observatório da Imprensa
  • Vale

ESPAÇO PUBLICITÁRIO

  • Carta Maior
  • Meu Advogado